30 setembro 2019

DEPUTADO JOSIMAR DO MARANHÃOZINHO FICA DESCONTROLADO APÓS SER BARRADO EM FESTA

Resultado de imagem para Josimar do Maranhãozinho
Um vídeo que circula desde ontem à noite nas redes sociais mostra o deputado federal Josimar do Maranhãozinho (PL) transtornado durante um show no município de Araguanã, na região do Alto Turi, onde foi realizado o tradicional Festival do Peixe, no último fim de semana.
O parlamentar aparece fora de si nas imagens. Ele chegou a bater violentamente no capô de uma caminhonete, enquanto uma mulher e dois homens tentavam contê-lo. Populares reprovaram a atitude do deputado e alguns chegaram a xingá-lo, afirmando que ele estava bêbado.
Informações dão conta de que Josimar de Maranhãozinho ficou irado e partiu para a agressão porque o cantor Ray, da Banda Saia Rodada, que animava a festa, não falou seu nome enquanto se apresentava no palco.
Assista:

Por Daniel Matos

DINO INSISTE EM COBRAR DE BOLSONARO O QUE ELE PRÓPRIO NÃO FEZ E NEM FAZ NO MARANHÃO

Resultado de imagem para flávio dino cara de pau
Novamente o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), voltou a cobrar na teoria o Governo Bolsonaro, nas redes sociais, o que não faz na sua gestão no Maranhão.
Dino volta a cobrar uma política industrial, mesmo tendo sido acusado de implantar uma política econômica que privilegiou um único atacadista/varejista no Maranhão e que culminou com a quebra de outras empresas do ramo.
Recentemente, foi a vez do senador Roberto Rocha (PSDB) revelar o teor de uma conversa que teve com executivos da Brasil Kirin, segunda maior cervejaria do país, que fabrica, entre outras marcas, a Heineken. Segundo Rocha, os dirigentes descartaram produzir a cerveja no estado, apesar de a empresa ter uma unidade no município de Caxias, e atribuíram à política tributária equivocada e voraz do Governo Dino.
O comunista também critica a recessão e o desemprego no Brasil. O curioso é que no mês de setembro, vários servidores estaduais foram demitidos, principalmente no setor da Saúde. Veja abaixo.
Flávio Dino realmente não muda e segue com um “cara de pau” impressionante!
Por Jorge Aragão

PREFEITO DE BARRA DO CORDA SEGUE O MAL EXEMPLO DO SEU GOVERNADOR EM "ALUGUEL CAMARADA"

A 1ª Promotoria de Justiça de Barra do Corda ingressou, em 21 de setembro, com uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa contra o prefeito Wellryk Oliveira Costa da Silva, o Dr. Erick (PCdoB), Oilson de Araújo Lima, Jonatan Alves da Silva Júnior e Valdimiro Pereira de Oliveira. A Ação foi motivada por irregularidades em um contrato de aluguel firmado em 2015.
O Ministério Público recebeu uma representação a respeito de possíveis irregularidades na locação de imóvel para instalação do depósito e despacho de alimentação escolar como Central de Distribuição da Agricultura. O contrato, com vigência de 12 meses, tinha valor mensal de R$ 4.610,00.
Ao analisar o processo de dispensa de licitação, a Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça encontrou irregularidades no aluguel do imóvel pertencente a Valdimiro de Oliveira. O primeiro ponto levantado foi uma inversão na ordem dos procedimentos realizados pela Prefeitura de Barra do Corda, que localizou o imóvel, realizou uma avaliação e procedeu o aluguel.
Inicialmente, o ente público deveria estabelecer as características e requisitos do imóvel, de acordo com as necessidades de uso. O segundo passo seria consultar outros órgãos públicos a respeito da existência de imóveis com as características pretendidas e que pudessem ser ocupados gratuitamente. Caso isso não fosse possível, a administração deveria dar publicidade à demanda, conhecendo as opções disponíveis e, com base nas propostas, decidir pelo contrato mais vantajoso.
Outra irregularidade é o fato de que foi feita uma avaliação, por engenheiro, de valor de locação do imóvel. No entanto, não constam no processo um comparativo de valor de mercado e nem documentos que comprovem que não havia outro imóvel similar disponível.
“Observamos que na tramitação do processo de dispensa n° 06/2015, alguns preceitos legais foram ignorados, em desobediência ao que rege a Lei de Licitações”, observou o promotor de justiça Guaracy Martins Figueiredo.
Como medida liminar, o Ministério Público do Maranhão requereu a indisponibilidade dos bens dos envolvidos. Além disso, foi pedida a condenação de Erik Costa, Oilson Lima, Jonatan da Silva Júnior e Valdimiro de Oliveira por improbidade administrativa.
Entre as penalidades previstas estão o ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por oito anos, pagamento de multa de duas vezes ou valor do dano ou de 100 vezes a remuneração recebida pelo agente público e proibição de contratar ou receber benefícios do Poder Público pelo prazo de cinco anos.
Fonte: Maranhão Hoje

Dia Nacional de filiação do PRTB reuniu lideranças e pré candidatos sob o comando de Jairzinho Filho


“Renova São Luís” é um grupo de candidatos que tiveram expressiva votação, mas não lograram êxito nas eleições de 2016. Organizado em um movimento para eleger o maior número de vereadores no próximo pleito, pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro.

Um dos organizadores e maiores entusiastas do grupo é Jarzinho Filho, advogado e empresário, filho do saudoso jornalista Jairzinho da Silva, ex-vice prefeito de São Luís.
Em entrevista ao blog Ilha Rebelde, Jarzinho afirmou que é o momento de organização e planejamento para ter bons resultados nas próximas eleições pelo PRTB, pois todos já foram testados nas urnas.
O grupo conta com professores, sindicalistas, empresários, líderes comunitários, artistas, entre outros.
O encontro do grupo ocorreu no último sábado (28), das 15 às 17hs e contou com a presença de centenas de pré-candidatos a vereador, dentre outras lideranças no município de São Luís.

“O PRTB será o partido que mais irá crescer nas próximas eleições, tanto aqui na capital quanto em todo o Maranhão. Esse é o nosso compromisso com a legenda. Porque missão dada é missão cumprida”, garante Jairzinho.

28 setembro 2019

PREFEITO DE MORROS USA FOTOS DE VIAGENS COMO "CUPONS FISCAIS" PARA PRESTAR CONTAS DE GASTOS COM DIÁRIAS


Sidrack Feitosa recebeu, entre janeiro e setembro deste ano, R$ 40 mil com a verba indenizatória; prefeito é suspeito de engordar salário com as diárias.



MORROS-MA: Você, trabalhador, gostaria de ganhar até R$ 4 mil para viajar pelo Brasil apresentando apenas fotos dos locais em que visitou para cobrir a despesa? Pois o prefeito de Morros, Sidrack Santos Feitosa (MDB), teve esse privilégio e, em alguns casos, usou apenas registros fotográficos dos supostos lugares como 'cupons fiscais' para justificar os gastos.

Esse tipo de deslocamento tem sido usado com frequência pelo chefe do executivo morruense para recebimento de diárias destinadas a indenizar o agente público ou colaborador eventual pelas despesas extraordinárias com hospedagem, alimentação e locomoção urbana, realizadas durante o período em que deixa a cidade ou estado no interesse da administração pública.
Levantamento realizado pela reportagem apontou que entre janeiro e setembro deste ano, o erário público do município pagou ao prefeito Sidrack Feitosa, a bagatela de R$ 40 mil. O valor, custeado pelo contribuinte morruense, é a soma das despesas com diárias - que são verbas indenizatórias, pagas em razão dos deslocamentos do chefe do executivo. 

A reportagem apurou que o custeio de viagens para agentes políticos deve estar disciplinado em lei específica, ter motivação justificada e fiscalização do sistema de controle interno de cada órgão. O pagamento de diárias a vereadores, prefeitos e demais agentes políticos deve ter motivação legal e completa prestação de informações sobre a viagem custeada com recursos públicos. 

Nome do beneficiário, destino e motivo legítimo do deslocamento, período de permanência, número de diárias e valores pagos são informações obrigatórias, segundo as informações obtidas com órgãos de controle externos, para justificar e viabilizar o gasto. Nessa modalidade de diária, a prestação de contas ocorre antes da despesa. No entanto, embora Sidrack não tenha apresentado os recibos e notas fiscais para comprovar suas despesas com os deslocamentos, mesmo assim, a Controladoria Municipal, costumava concluir que os referidos processos encontravam-se ‘revestidos’ de todas as ‘formalidades legais’.


ENGORDANDO SALÁRIO 

A frequência com que Sidrack vem usando a verba indenizatória, mesmo em tempos de crise, levanta diversas suspeitas. Uma delas é a de que o prefeito de Morros estaria usando as diárias como prerrogativa para engordar mensalmente o contracheque. 

Curioso é que o cidadão pagou diária até com deslocamentos do prefeito para São Luís, município cujos familiares possuem residências e onde o próprio gestor, juntamente com a sua esposa, possui um apartamento numa das regiões mais caras da cidade: a Península da Ponta D'Areia, onde a primeira-dama morruense costuma ostentar para seus seguidores nas redes sociais.



PASSAGEM E HOSPEDAGEM

Do jeito que está administrando a prefeitura, o medebista vai colocar o município no caminho errado e a situação pode provocar um rombo sem retorno. Além de usar as diárias, o erário público de Morros ainda teve um custo acima de R$ 127 mil com a empresa F.C Morais Agência de Viagens e Turismo Ltda., responsável pela compra de passagens e hospedagem do gestor da cidade.
O que chama a atenção é que a firma fica no bairro onde a esposa de Sidrack, Eliana Costa Sousa Feitosa, possui em seu nome um imóvel com duas salas comerciais. A reportagem vai trazer todos os detalhes nos próximos dias. Aguardem!




Por Athenas Maranhense

SANDOVAL FEITOSA, DIRETOR DA ANEEL AGRADECE A MOÇÃO HONROSA À POPULAÇÃO DE PORTO FRANCO

Resultado de imagem para Dr. Sandoval de Araújo Feitosa Neto

Meus amigos e minhas amigas, no cumprimento do meu dever, mais uma vez presto contas aos senhores e senhoras da nossa atuação. Desta vez interferimos junto a ANEEL referente o processo de redução tarifária de energia elétrica, solicitando aos representantes da mesma, que de forma justa fosse concedido um desconto considerável aos consumidores de energia elétrica do nosso município junto a CEMAR. 

Agradeço ao diretor da ANEEL,  Dr. Sandoval de Araújo Feitosa Neto, por ter atendido nossa reivindicação, e ao mesmo tempo, aproveito o ensejo com apresentação junto a casa do povo, Câmara Municipal, moção de aplausos e reconhecimento pela honrosa consideração ao povo de Porto Franco.


26 setembro 2019

ABSURDO! FLÁVIO DINO REMANEJA R$ 49,7 MILHÕES DE OBRAS DO BRT DE SÃO LUIS PARA "MAIS ASFALTO NO ITERIOR"

Vistoria do pré-candidato a prefeito do governo, Rubens Jr., ao canteiro de obras
O governo Flávio Dino (PC do B) decidiu, remanejar orçamento que estava destinado à obra do BRT da Avenida dos Holandeses, em São Luís, para bancar o programa Mais Asfalto no interior do Maranhão.

No total, a intervenção no trânsito da capital perdeu recursos orçamentários da ordem de R$ 49,7 milhões, segundo dados do Diário Oficial do Estado de segunda-feira (23).
O valor foi retirado da Agência de Mobilidade Urbana (MOB) e transferido para Sinfra, com previsão de investimento em asfaltamento nos municípios de Arame, Codó, Santa Luzia, Sítio Novo e Sucupira do Norte.
Outro lado
O Blog do Gilberto Léda entrou em contato com o Governo do Estado, para saber qual o motivo desse remanejamento e se isso deve provocar algum atraso na obra do BRT.
Ainda não houve retorno.
Por Gilberto Léda

JOTA PINTO APOIA KARATECA RIBAMARENSE QUE LEVA SEIS MEDALHAS EM CAMPEONATO SUL AMERICANO


 Lutador profissional de Karatê, pedreiro e pai de quatro filhos, Josimar dos Santos Garcês, de 30 anos, tinha o sonho de participar, junto com seus colegas da Academia Oyamar, do VI Campeonato Sul-Americano PKC World, realizado em Buenos Aires, Argentina, mas para isso precisava de apoio. 

O primeiro pensamento do ribamarense, casado e morador da Vila Julinho, foi procurar a Prefeitura Municipal de São José de Ribamar em busca de apoio para representar a cidade e mesmo o país no campeonato onde concorrem lutadores do mundo todo. 

Tudo que encontrou foi um não. Pelas redes sociais, Josimar encontrou o perfil do pré-candidato à Prefeitura de Ribamar e membro da Aliança Ribamarense, Jota Pinto, que fez jus ao compromisso firmado há uma década ao abraçar a cidade como campo de sua vida pública. 

Com o apoio do ex-deputado, Josimar dos Santos pôde viajar para competir. Ele e demais membros de sua academia ganharam 38 medalhas, ficando na 2ª colocação geral no quadro do PKC World. "A gente treinou pesado e só queria uma chance de competir e mostrar para todo o mundo o nosso esforço, mas viajar era um gasto que a gente não tinha como fazer sozinhos e o prefeito não quis nos ajudar. Olhei o Facebook do Jota Pinto e resolvi tentar, a gente tem que tentar, e ele deu todo apoio pra gente ir competir", contou Josimar, que trouxe para Ribamar seis medalhas, uma delas de ouro. 


O atleta, aliás, somará essas novas vitórias às mais de 200 medalhas conquistadas na carreira como karateca, honrarias recebidas nas mais diversas competições do esporte. "Fui um dos deputados estaduais que mais destinou emendas voltados para o esporte, não podia simplesmente deixar o Josimar sem ajuda. Apoiar o esporte é algo que sempre fiz e que vou continuar fazendo", ressaltou Jota Pinto. 



O pré-candidato tem uma longa história com apoio à atletas de vários esportes, tendo sido presidente do Moto Club, de onde se desligou em 2010 para levantar a bandeira do apoio esportivo de forma mais ampla, como deputado estadual. 

A 6ª etapa sulamericana e 7ª etapa panamericana do PKC ocorreu entre os dias 18 e 22 de setembro na Argentina e os classificados, incluindo os lutadores da Academia Oyamar, estão cotados para participarem da competição mundial, na Sérvia. 

Por Athenas Maranhense

PREFEITURA DE MORROS CONTRATA TRANSPORTE ESCOLAR MESMO A EMPRESA NÃO TENDO FROTA

Firma que não possui veículo por ser cooperativa é investigada em Itapecuru pelo MP


O prefeito de Morros, Sidrack Santos Feitosa (MDB), aluga veículos para o transporte escolar da Itacoop - Cooperativa de Transporte Escolar de Itapecuru-Mirim, empresa que não possui frota registrada junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para atuar no setor de transporte. 

Entre 2017 e 2018, o executivo morruense desembolsou mais de R$ 5 milhões para custear um serviço com uma firma que não atende os requisitos legais para o objeto contrato. Ao todo, segundo dados obtidos com base em informações oficiais, a empresa mantém pelos menos dez contratos com a gestão municipal, que totalizam a bagatela de R$ 5.642.840,00, conforme documento em anexo.



Além dos índicos já destacados, a administração do medebista também realizou vários aditivos com a empresa, mesmo sem ela possuir um único veículo. No entanto, para conseguir prestar o serviço na cidade, a empresa associou diversos proprietários de veículos, como revela documentos aos quais tivemos acesso.

COOPERATIVA INVESTIGADA

A reportagem apurou que a firma não possui veículo e muito menos maquinário por ser apenas uma cooperativa. Além disso, descobrimos que a companhia é investigada em Itapecuru-Mirim pelo Ministério Público (MP). Na época, segundo dados da 3ª Promotoria de Justiça daquela Comarca, a investigação constatou a total inadequação dos veículos disponibilizados contratualmente pela Itacoop ao transporte de crianças e adolescentes, gerando grave risco de evasão escolar.

A promotora de justiça Carla Mendes Pereira Alencar constatou durante as investigações, que diversos proprietários de veículos se associaram na Itacoop para que a empresa cumprisse com o objeto contrato. "Assim, faz-se necessário corrigir tal distorção, compelindo à Prefeitura promover a gradativa substituição da frota terceirizada por frota própria", concluiu a promotora.

SUPOSTO DIRECIONAMENTO

Além das irregularidades constatadas, o levantamento realizado pelo blog com base em documentos oficiais aponta que a Itacoop, contratada pela prefeitura de Morros para prestar serviço de transporte escolar, pode ter sido direcionada, num suposto esquema que beneficiava empresas pré-determinadas. Durante o minucioso levantamento, a reportagem constatou ainda que foram feitos, no mínimo, sete contratos para beneficiar os envolvidos no esquema.










EDIVALDO JÚNIOR ESCONDE GASTOS COM SERVIÇOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA FEITO POR EMPRESA INVESTIGADA EM SÃO PAULO


Não está no Portal da Transparência do Município. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) não tem detalhado. O Ministério Público Estadual não solicitou até agora. O prefeito Edivaldo Júnior, desde que assumiu a Prefeitura de São Luís, em janeiro de 2013, também nunca informou como aplica o dinheiro com a Contribuição de Iluminação Pública (CIP). Há dezessete anos, o serviço de iluminação da capital maranhense é prestado por uma empresa investigada pelo Ministério Público de São Paulo, por supostas irregularidades naquela cidade.

O assunto sempre esteve na pauta da Câmara de São Luís, mas até então o executivo municipal nunca divulgou os gastos que está tendo com a empresa, e segundo fonte do blog, a prefeitura também não responde quando é procurada ou questionada por vereadores sobre os gastos.

Na capital maranhense, a contratação da empresa Citelum Serviços de Iluminação Pública S/A, que pertence ao grupo EDF, com sede em Paris, na França, sempre esteve cercada de suspeitas de direcionamento. Edivaldo Júnior, quando assumiu seu primeiro mandato, afirmou que vários contratos foram auditados, mas nunca tocava no assunto quando os contratos envolviam serviços de limpeza e iluminação.

O blog apurou que a arrecadação mensal é de R$ 6.089.748,40, conforme cópia de extrato do deposito numa conta da prefeitura de realizado pela Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), em outubro de 2018. A companhia é responsável em arrecadar a contribuição e repassar este valor para o Fundo Municipal de Iluminação Pública (FUMIP), para que a prefeitura faça a manutenção e a instalação de novos pontos para iluminar a cidade. 



A reportagem buscou dados detalhados sobre como foram gastos esses valores arrecadados durante os últimos sete anos em Contribuição de Iluminação Pública (CIP). Enquanto Edivaldo Júnior não esclarece as dúvidas, o cidadão ludovicense se pergunta como é aplicada a verba da Contribuição de Iluminação Pública que se paga, todo mês, em São Luís? Nesse período, segundo apuramos, foi arrecadado quase R$ 511.476.000,00 milhões, mas o cidadão ficará no escuro se quiser saber, em detalhes, como a prefeitura aplica o dinheiro.

Para ajudar, o blog vai disponibilizar toda a documentação de receita e despesa relacionada ao Fundo Municipal de Iluminação Pública (FUMIP). Aguardem!

Por Athenas Maranhense