31 janeiro 2019

OBRAS DE EXTENSÃO DA AV. LITORÂNEA SÃO VISTORIADAS PELOS VEREADORES ASTRO DE OGUM E HONORATO FERNANDES

O vereador Astro de Ogum, a frente do processo, junto ao vereador Honorato vistoriaram, na manhã desta quinta-feira (31), a obra que resultará em um trecho de 1.800 metros ligando a Litorânea até o cruzamento da Avenida São Carlos, no Olho d’Água. Astro que integrou a comitiva, destacou que o investimento terá impactos significativos para a capital maranhense, melhorando a mobilidade urbana, a acessibilidade e dando melhores condições de lazer para turistas e população em geral.

30 janeiro 2019

ENCONTRO DE LIDERANÇAS AGREGA DIFERENTES RELIGIÕES AO PROJETO DE ASTRO DE OGUM



O auditório do Parque Folclórico da Vila Palmeira está repleto de lideranças e assessores que participam de uma reunião com o vereador Astro de Ogum(PR), vice presidente da Câmara Municipal de São Luís.

Na pauta de reunião, entre outros assuntos, os trabalhos que serão desenvolvidos pelo grupo Astro de Ogum, na capital maranhense,  pelos próximos dois anos.

“Esse encontro com cada um de vocês é de suma importância para que possamos alinhar as nossas ações enquanto grupo”, disse o vereador. O encontro serviu, ainda, para anunciar as mudanças que precisarão ser implementadas no grupo a partir de então. 


“Precisamos ter consciência que iremos viver um novo momento, contudo, de mãos dadas não tenham dúvidas que iremos chegar onde nos propusermos”, destacou Astro de Ogum.

Durante uma reunião entre lideranças e assessores que está sendo realizada no auditório do Parque da Vila Palmeira pelo vice-presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum (PR), um fato bastante inusitado chamou a atenção dos presentes: o encontro de três líderes de diferentes religiões - o Pai de Santo que, no caso, é o próprio vereador Astro de Ogum; o padre Luís Carlos, que atua na área da Ribeira e o pastor Paulo Henrique. “Já penso em Astro de todas as tribos e raças ser o nosso próximo slogan”, disse o vereador.

ELEITORES DE BOLSONARO REVOLTADOS COM A FILIAÇÃO DE OCILEIA NA RAPOSA



O anúncio da filiação de Ocileia Fernandes, filha do ex-prefeito Paraíba, ao PSL/Raposa, partido do presidente Jair Messias Bolsonaro, tem causando uma grande repercussão negativa entre filados do partido e eleitores simpatizantes do presidente militar.

Há quem considere estranha a repentina mudança de opinião de Ocileia sobre o presidente Bolsonaro e seu partido.

Em grupos de whatsaap e outras redes sociais, que movimentam os bastidores da política local, o clima tem esquentado muito. Eleitores e seguidores de Bolsonaro, no município, acreditavam que o PSL local fosse lançar um nome novo, da própria base de apoio à Bolsonaro, por isso a grande decepção.

Uma outra vertente de filiados e apoiadores do PSL, esperava que o partido levantasse um nome do meio evangélico, mais precisamente da Assembleia de Deus, maior rebanho Cristão da cidade.

Parece que a decepção foi generalizada!

ZONA RURAL DE SÃO LUÍS RECEBE PROGRAMA ASTRO PET



Preocupado com o grande número  de cachorros na zona rural da Grande São Luís, o grupo coordenador pelo vereador Astro de Ogum(PR), vice presidente da Câmara Municipal de São Luís – realizou nesta terça feira(29) – a I Edição do Projeto “Astro Pet”, que tem como objetivo vacinar cachorros na área e, assim, evitar a transmissão de doenças a seres humano, bem como o sacrífico de animais.

Para o vereador, que possui cachorros de estimação, precisamos ter muito cuidado com a demonstração de afeto mais conhecida dos cães – a lambida – pois este gesto de carinho pode nos transmitir graves doenças. “Em contato com boca, nariz ou olhos humanos, a saliva do animal pode causar algumas doenças, como infecções intestinais, gastroenterite ou colecistite”, disse o parlamentar.


Tal informação foi confirmada pelo medico veterinário Chiquinho, que abraçou a iniciativa do grupo Astro. “A boca dos cães possui uma flora bacteriana potencialmente patogênica para os seres humanos, que podem causar diversas doenças se vencida a barreira de proteção da pele”, disse. A expectativa dos coordenadores é atender todas as comunidades da zona rural. A segunda edição já está programada para acontecer na sexta feira(01).

28 janeiro 2019

TRAGÉDIA EM BRUMADINHO ACENDE UM ALERTA SOBRE LAGOA DE RESÍDUOS DA ALUMAR NO MARANHÃO



Desde 2015, o deputado estadual Wellington do Curso tem alertado para o perigo oriundo dos lagos vermelhos da Alumar, onde são despejados os rejeitos da bauxita, substância nociva tanto ao ser humano quanto aos animais e vegetação.

Sobre o assunto, o deputado Wellington deixou claro que não se pode falar em desastre, quando é possível evitar. A título de exemplo, o parlamentar mencionou o que aconteceu em Minas Gerais, nas tragédias de Mariana e Brumadinho.

Os lagos vermelhos são de responsabilidade da Alumar, pertencente ao consórcio Alcoa, Billiton Shel e Rio Tinto Alcan, que tem como um dos seus objetos o refino da bauxita para transformação da alumina e lingotes de alumínio. “Não é desastre quando se pode evitar. É crime ambiental!

Desde 2015, temos alertado para isso aqui no Maranhão. Continuaremos a fiscalizar as operações da Alumar, que tem grande possibilidade de impacto ambiental como os lagos de resíduos de bauxita e o restante das instalações da empresa, como lago de resfriamento, o lago de água contaminada e o aterro sanitário industrial.

Solicitamos informações ao IBAMA e às secretarias, tanto estadual quanto municipal, do meio ambiente quanto à fiscalização e monitoramento das atividades desenvolvidas pela Alumar, bem como de seus impactos ambientais”, afirmou o deputado Wellington.

Wellington do Curso já solicitou, inclusive, visita da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa às lagoas vermelhas da Alumar, para que constatasse in loco a real situação.

ZONA RURAL RECEBE CURSO DE EMPREENDEDORISMO - UM PROGRAMA IMPLANTADO POR ASTRO DE OGUM


Moradores da zona rural de São Luís participaram, nesse domingo (27), de mais uma edição do Programa Astro Empreendedor, realizado aos finais de semana na Casa de dona Jeane, na comunidade Calembe. 

Ontem, durante a ministração do curso, as coordenadoras do projeto Mayara Carolina Medeiros e Isis Lorena Medeiros, foram surpreendidas com a presença de um grupo de profissionais de diversas áreas como: pedreiro, cozinheiro, engenheiro e outros profissionais desempregados que foram ao local para conversar com o vice-presidente da Câmara de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), buscando apoio para fundar uma Cooperativa de Transporte Alternativo, pois atualmente trabalham neste setor de forma irregular. 

“Queremos nos regularizar e resolvemos buscar o apoio do Astro de Ogum que sempre gostou de apoiar iniciativas que geram emprego e renda. No objetivo é empreender para crescer”, destacou um dos integrantes do grupo.

25 janeiro 2019

RECEPÇÃO CALOROSA


“Eu nunca imaginei que um dia pudesse ter um tablete para brincar”. Essa foi a declaração da pequena Emilly Soraia, de apenas 9 anos, ao receber das mãos do vereador Astro de Ogum(PR), vice presidente do Legislativo Municipal, um tablete. Sensação semelhante compartilhado por outras 79 crianças, todas moradores no residencial Novo Horizonte, na zona rural de São Luís, que agora pouco também receberam tabletes, bonecas, bolas, além de leite ninho, 800 achocolatados e 800 pacotes de biscoito recheado.


O sonho dessas crianças chegou ao conhecimento do vereador na primeira visita que fez ao residencial. Na oportunidade, ele foi abordado pela pequena Emilly que, sem nenhuma cerimônia, narrou-lhe o seu sonho. “ Minha filha sempre quis ter um tablete, mas nunca tive condições de comprar. O vereador é um ser humano de muita luz e que realmente olha para os mais necessitados, independente de politica”, disse a dona de casa Azize Moura, mãe da pequena Emilly.

Bastante emocionado com a forma com que foi recepcionado, em um rápido discurso, o vereador agradeceu a todos e disse saber exatamente como é querer ter algo e não poder. “Eu sei muito bem o sentimento nutrido por cada uma dessas crianças, pois passei o mesmo durante toda a minha infância. Hoje, diante da alegria nos olhos e sorrisos estampados de cada um , sei que Deus me trouxe até aqui com um único propósito, digo, fazer o bem aos menos favorecidos”, disse o vereador.


RECEPÇÃO CALOROSA 

“Ele não é ator ou cantor global, mas é querido. Quando esse moço chega é impressionante como emociona as pessoas”. Essa foi a declaração da dona de casa Maria José Madeira feita agora pouco no residencial Novo Horizonte, que está recebendo, neste momento, a visita do vereador Astro de Ogum, vice presidente da Câmara Municipal de São Luís.

23 janeiro 2019

FALTA DE TRANSPARÊNCIA EM 101 PREFEITURAS NO MARANHÃO APONTA TCE

TCE aponta falta de transparência em 101 prefeituras no Maranhão
Levantamento mais recente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), disponibilizado ao cidadão numa página especial do portal institucional do órgão de controle e fiscalização, constatou que pelo menos 101 prefeituras municipais descumprem as regras estabelecidas pela Lei Complementar nº 131/09, mais conhecida como Lei da Transparência.
Segundo a Corte de Contas, em relação Executivo dos municípios maranhenses, os prefeitos têm deixado de divulgar, principalmente, informações em tempo real sobre receitas e despesas das prefeituras. Alguns sequer divulgam algo ou outros não tem Portal da Transparência do município.
Pela legislação, eles podem ser impedidos de receber transferências voluntárias e assinar convênios com os governo Estadual e Federal, até que se regularizem. Também podem ser acionados e responder por improbidade administrativa, que dentre as punições tem a perda do mandato.
De acordo com a avaliação do tribunal de contas, um dos prefeitos que terminou o ano de 2018 e ainda permanece em 2019 descumprindo as regras de transparência é o do município de Estreito, o Cicin (MDB). No início do ano passado, o TCE já o apontava na mesma marginalidade.
À época, para tentar receber recursos do governo Flávio Dino para realização das festas de Carnaval, ele apresentou uma certidão desfasada do Tribunal de Contas, burlando uma recomendação do próprio tribunal e uma portaria da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), que em cumprimento à legislação específica condiciona a celebração de qualquer convênio com o Poder Público estadual à apresentação obrigatória da certidão da Corte de Contas sobre o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em relação aos portais da transparência.
Além disso, finalizado o exercício financeiro de 2017, segundo apurou o ATUAL7, Cicin omitiu mais de R$ 20 milhões recebidos da União naquele ano.
Outros gestores, principalmente aqueles que são alvos de investigação no âmbito do próprio Tribunal de Contas do Estado por suspeitas de malversação e desvio de dinheiro público, também foram classificados como descumpridores da Lei da Transparência, como os prefeitos de Anajatuba, Sidney Pereira (PCdoB); Barreirinhas, Albérico Filho (MDB); Pinheiro, Luciano Genésio (PP); Cândido Mendes, Mazinho Leite (PP); Carolina, Erivelton Neves (SD); Dom Pedro, Alexandre Costa (PSC); Paço do Luminar, Domingos Dutra (PCdoB); Viana; Magrado Barros (PSDB); e Axixá, Sônia Campos (PDT).
Abaixo, a lista completa dos municípios administrados por prefeitos e prefeitas descumpridores da Lei da Transparência, segundo o TCE do Maranhão:
1. Açailândia
2. Alcântara
3. Aldeias Altas
4. Altamira do Maranhão
5. Alto Alegre do Pindaré
6. Amapá do Maranhão
7. Anajatuba
8. Apicum-Açu
9. Araioses
10. Axixá
11. Bacabal
12. Bacurituba
13. Barreirinhas
14. Bela Vista do Maranhão
15. Benedito Leite
16. Bequimão
17. Bom Jesus das Selvas
18. Brejo de Areia
19. Buriti Bravo
20. Cajapió
21. Cândido Mendes
22. Cantanhede
23. Capinzal do Norte
24. Carolina
25. Cedral
26. Central do Maranhão
27. Cidelândia
28. Colinas
29. Davinópolis
30. Dom Pedro
31. Duque Bacelar
32. Estreito
33. Formosa da Serra Negra
34. Fortuna
35. Godofredo Viana
36. Governador Archer
37. Governador Luiz Rocha
38. Governador Newton Bello
39. Governador Nunes Freire
40. Graça Aranha
41. Grajaú
42. Imperatriz
43. Itapecuru Mirim
44. Jatobá
45. Jenipapo dos Vieiras
46. Joselândia
47. Junco do Maranhão
48. Lago Verde
49. Lagoa do Mato
50. Lajeado Novo
51. Luís Domingues
52. Magalhães de Almeida
53. Matões
54. Matões do Norte
55. Milagres do Maranhão
56. Miranda do Norte
57. Montes Altos
58. Nova Colinas
59. Paço do Lumiar
60. Palmeirândia
61. Parnarama
62. Passagem Franca
63. Pastos Bons
64. Paulino Neves
65. Pedreiras
66. Penalva
67. Peri Mirim
68. Pindaré-Mirim
69. Pinheiro
70. Pio XII
71. Pirapemas
72. Poção de Pedras
73. Presidente Sarney
74. Primeira Cruz
75. Raposa
76. Rosário
77. Sambaíba
78. Santa Filomena do Maranhão
79. Santa Inês
80. Santa Quitéria do Maranhão
81. Santa Rita
82. Santana do Maranhão
83. Santo Amaro do Maranhão
84. Santo Antônio dos Lopes
85. São Bento
86. São Domingos do Maranhão
87. São Francisco do Maranhão
88. São João do Carú
89. São João do Sóter
90. São João dos Patos
91. São Luís Gonzaga do Maranhão
92. São Raimundo das Mangabeiras
93. São Vicente Ferrer
94. Serrano do Maranhão
95. Tasso Fragoso
96. Timbiras
97. Tufilândia
98. Tutoia
99. Viana
100. Vila Nova dos Martírios
101. Vitória do Mearim
Por Atual7

DESESPERO: MULHER EMPURRA MACA COM PAI DOENTE DA SANTA CASA ATÉ O SOCORRÃO

Uma família viveu momentos de extremo desespero na Santa Casa de Misericórdia, no Centro de São Luís. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma mulher, totalmente fora de si, retirando o pai doente à força da centenária unidade de saúde, alegando falta de um médico para atendê-lo.
Revoltada com a situação, a filha empurrou a maca com o paciente até a rua, afirmando que o levaria para ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I, situado a alguns quarteirões.
Familiares tentaram contê-la, mas a filha, transtornada, mostrou-se irredutível. Profissionais de saúde da Santa Casa esboçaram reação de impedi-la, mas foram repelidos pela mulher com extrema violência (verbal).
Aos gritos e ignorando o apelo dos parentes, a mulher saiu caminhando pela Rua do Norte, empurrando a maca onde o pai agonizava, em estado grave de saúde, com a perna esquerda amputada, em busca de socorro médico. Assista:

Por Daniel Matos

PRÉVIA DO TRIBUTO AO REI DO BAIÃO ACONTECE EM BARREIRINHAS


O 4º Encontro de Forrozeiros dos Lençóis Maranhenses já virou tradição no Estado. Neste ano, como em todas as edições anteriores, será realizado na cidade de Santo Amaro do Maranhão, nos dias 25 e 26 de janeiro.
Pessoas que vão participar do evento aproveitam, em duas noites, muito forró com apresentações de grupos que se revezam na sexta-feira (na praça da cidade) e no sábado (na Pousada Sol de Amaro).
Durante o dia, participantes curtem as belezas naturais do município de Santo Amaro, um dos mais visitados dos Lençóis Maranhenses. Passeios nas dunas, lagoas e o banho no Rio Alegre são algumas das atrações turísticas da cidade.
O 4º Encontro de Forrozeiros dos Lençóis Maranhenses, evento considerado como a primeira prévia do Tributo ao Rei do Baião, nesta edição, vai receber os grupos: “Forró do Cabo Zé”, Nenem do Vale, Dário Rubens, Mané Fanho, Cicero e “Forró Pegado”.
No encontro deste ano, pessoas de várias partes do Maranhão e de outros Estados já confirmaram presença.
Venha participar também desse encontro.
Informações: (98)99972-7051.

Por Caio Hostílio

OBRAS DE PROLONGAMENTO DA AVENIDA LITORÂNEA SÃO INSPECIONADAS POR HONORATO FERNANDES


O vereador Honorato Fernandes(PT) compartilhou em suas redes sociais, o vídeo de mais uma visita que realizou na manhã desta quarta-feira(23), ao canteiro das obras de prolongamento de quase dois quilômetros da Avenida Litoranea, que vem sendo coordenado pela Agência de Mobilidade Urbana (MOB), órgão do Governo do Estado. 

Além do vereador petista, o presidente da MOB- Laurence de Melo também recepcionou o deputado federal eleito- Pedro Lucas Fernandes, que tomará posse na Câmara Federal no próximo dia 01, e outros vereadores, incluindo Osmar Filho, presidente do Legislativo Municipal. Na atualidade, o prolongamento da Avenida Litorânea é a maior obra realizada pelo Executivo Estadual na capital maranhense.

22 janeiro 2019

PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO NO PLANO DIRETOR DE SÃO LUIS ESTÁ CADA VEZ MENOR

Hoje teremos mais uma audiência do Plano Diretor de São Luis. E você como cidadão que pode e deve participar, já está sabendo que ocorrerá no MULTICENTER SEBRAE?


Terceira audiência realizada dia 19/01/19 na UEMA, com um número bem reduzido de participantes.
As audiências públicas do Plano Diretor de São Luis continuam sendo um grande engodo, principalmente no que diz respeito ao que deveria ser o cerne da questão: A participação da população. 

As participações se resumem aos funcionários da prefeitura, de gabinetes dos vereadores, assessores parlamentares, e poucas pessoas que não se vinculam a nenhum grupo dos que foram aqui citados, ou seja, alguns estudantes, líderes comunitários, advogados, professores e blogueiros interessados no assunto. 

Segunda audiência realizada dia 17/01/19
Sábado, das 16:00 às 19:00 horas, no auditório do Centro de Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, ocorreu a 3ª audiência das nove que estão programadas. Na primeira audiência, participaram 240 pessoas, sendo que 9 eram vereadores, na segunda audiência foi algo em torno de 128 pessoas, sendo que 3 eram vereadores (Chaguinha, Marcial Lima e César Bombeiro), e hoje, na terceira, compareceram aproximadamente 75 pessoas. A vereadora Barbara Soeiro esteve presente hoje, e o deputado Wellington do Curso também compareceu pela terceira vez consecutiva. Resumindo a especificidade do público hoje, pelo menos 70% eram funcionários da prefeitura, sendo o dia que teve o menor número de pessoas. 

Registramos mais uma vez nossa indignação pela forma como está sendo formatado e discutido o Plano Diretor da nossa cidade! Lugares com pouca viabilidade à população, pouca mídia e divulgação, em torno de algo com tamanha importância, sendo que isso não é de agora, e sim, desde o início, quando houveram as reuniões técnicas com os integrantes do Conselho da Cidade, entre dezembro de 2017 e novembro de 2018, os quais reformularam o Plano Diretor para apresentar uma nova proposta, sem que houvesse divulgação ampla em todo esse processo, que diga-se de passagem, foram onde ocorreram as principais decisões, e que estão sendo motivos de várias divergências nas três das nove audiências que foram realizadas até agora.

Hoje, terça-feira (22), no MULTICENTER SEBRAE - Auditório Teresinha Jansen (Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana – Cohafuma), das 19h às 22h, será realizada outra audiência, e quantos estão cientes dela?



Veja abaixo os vídeos com trechos da 2ª e 3ª audiência:

        Segunda audiência que ocorreu no auditório da OAB

Terceira audiência que ocorreu no auditório de biologia da UEMA

21 janeiro 2019

UFMA TEVE CONCURSO CANCELADO E PROFESSORES EXONERADOS POR DENÚNCIAS DE FRAUDE

Após uma série de denúncias contra a sua gestão, Nair Portela se vê com mais uma bomba em suas mãos! A justiça suspendeu um concurso da instituição por suspeita de fraude.


Uma decisão datada do dia 18 de dezembro de 2018, proferida nos autos do processo de nº 20422-32. 2013.4.01.3700/7100, assinada pela juíza federal substituta Bárbara Malta Araújo Gomes, determinou a anulação parcial nos concursos público para provimento dos cargos de professor nas áreas de Direito Privado e Sociologia Jurídica e Teoria do Estado do Curso de Direito da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, regidos pelos editais de nº 185/2011 – PROEN e 195/2011 – PROEN, determinando, de imediato, a anulação e afastamento das funções dos professores Marcio Aleandro Correia Teixeira e Jackqueline Prazeres de Sena, conforme documentos obtidos pela reportagem do Rádio Notícia Maranhão. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal após constatar uma série de irregularidades na realização do certame.

Entre os erros gritantes que geraram a anulação do concurso, o MPF apontou a exigência de titulação apenas de Mestrado, embora a Resolução do Consum n.120/2009, que disciplina o provimento de cargos de carreira do magistério da Educação Superior no âmbito da Universidade, preveja que a seleção deverá ocorrer para o cargo de Professor Adjunto, com titulação mínima de Doutorado. A inobservância no prazo mínimo de 60(sessenta) dias de antecedência entre a publicação do edital e a data de realização da prova foi outra irregularidade apontada pelo Parquet Federal.

“A participação na assembleia de departamento para escolha da banca examinadora do concurso de membros que seriam submetidos ao certame, é outra afronta ao Direito que precisa ser rechaçada”, determinou a magistrada em sua decisão. Ainda na extensa sentença, a juíza entendeu que o comportamento da professora Edith Maria Barbosa Ramos, chefe de departamento na época e responsável pela condução do concurso, conforme depoimento prestado, inclusive na condição de informante, ser amiga intima da professora Jackeline Prazeres(comadre), por si só enseja a nulidade, por evidente violação dos princípios da impessoalidade e moralidade.

DOCUMENTO

Clique aqui e baixe a decisão que anulou o certame

Vale ressaltar que com base na sentença proferida, os dois professores estão irregularmente exercendo as funções desde 2012, razão pela qual o MPF ajuizou, também, ação de Improbidade Administrativa, que ainda está tramitando, pedindo a restituição ao erário dos valores percebidos a titulo de remuneração. Vale ressaltar da ainda que o caso tornou-se público após denúncia formulada por um professor daquela instituição de ensino a Procuradoria da UFMA, através do procurador Romildo Sampaio, administrativamente, deu parecer favorável para anulação do certame, o que não foi acatado, sendo o caso levado a esfera judicial. Embora já tenham sido exonerados, da decisão ainda cabe recurso.

Portaria assinada no último dia 07 (Foto: Reprodução)
Desde que tornou-se publica a sentença, nos corredores da UFMA os comentários dão conta que esse não foi primeiro caso de fraude para preenchimento de vagas nos concursos realizados pela instituição. Comentam-se nos bastidores que, corriqueiramente, os certames são jogos de carta marcada.

Com base no que impõem a Lei de Imprensa, desde já a palavra fica franqueada para possíveis esclarecimentos, caso assim entendam, os citados na matéria, seja pessoa física ou jurídica. Abaixo a sentença na integra, a anulação pela Pro Reitoria de Ensino, datada de 07/01/2019 e, ainda, a exoneração dos professores publicada e assinada no ultimo dia 11.


Professor exonerado com a decisão (Foto: Reprodução)
PRÁTICA RECORRENTE

A reportagem do Rádio Notícia Maranhão apurou que irregularidades como essas virou uma prática corriqueira. Tanto é verdade que, inclusive, teria sido usada por um professor, que é secretário estadual que ingressou no quadro da instituição em 2012, usando esses moldes. Sem doutorado, ele teria ingressado na universidade através do campus de Imperatriz. A reportagem analisa uma série de documentos para trazer à tona como essa forma de ingresso tem sido usada por alguns candidatos ao longo dos últimos anos.


Professora exonerada com a decisão (Foto: Reprodução)
OUTRO LADO

O Rádio Notícia Maranhão procurou a assessoria de comunicação da Ufma e aguarda um posicionamento oficial em relação ao assunto.

Com colaboração de Itamargarethe Corrêa Lima*

Fonte: Rádio Notícia Maranhão

20 janeiro 2019

EM RECESSO, ASTRO DE OGUM APROVEITA PARA SER VOLUNTÁRIO EM OBRA

                    

Nem mesmo as duas décadas exercendo cargo eletivo, na condição de vereador, dos quais quatro na condição de presidente e oito na de vice presidente, mudaram a essência simples do vereador Astro de Ogum(PR), vice presidência da CMSL.
Aproveitando o recesso parlamentar que vai até o próximo dia 04, o vereador deixou de lado o terno e a gravata, vestimentas apropriada para o palácio Pedro Neiva de Santana, sede do Parlamento Municipal e pegou prego e martelo para comandar, pessoalmente, as obras do Jardim dos Orixás, que está sendo construído na fazenda Latadinha, na cidade de Morros. A inauguração estava marcada para hoje(20), quando para o catolicismo se comemora São Sebastião e para o Candomblé Oxossi, mas o atraso nas obras inviabilizaram a inauguração, que acontecerá no próximo dia 30.

19 janeiro 2019

ASTRO DE OGUM SEGUE DEFININDO TRABALHOS E PROJETOS PARA A GRANDE SÃO LUÍS

Exercitando aquilo que mais gosta de fazer, digo, está perto do povo, mas que esteve afastado nos últimos quatro anos, em função da presidência da Câmara de São Luís, o vereador Astro de Ogum(PR), vice-presidente do legislativo ludovicense, esteve participando de uma grande reunião na comunidade Calembe, na zona rural da capital.


Segundo o parlamentar, o encontro teve como objetivo definir as áreas de início dos trabalhos e projetos que pretende implantar na região, e que vai beneficiar milhares de pessoas em inúmeras comunidades.

“A zona rural é uma região de grande extensão geográfica e populacional, portanto, com muitos problemas, e para ameniza-lós precisamos nos unir, dar-mos as mãos para melhorar a qualidade de vida de quem escolheu a zona rural para morar”, enfatizou o vereador.


Participaram do encontro 83 lideranças das seguintes localidades: Calembe, Piçarreira, Estiva, Vila Samara I e II, Sol Nascente, Igaraú, Novo Horizonte, Aguada, Rumo, Coqueiro, Juçara, Inhaúma, Aldeia Legume, Vila Rica, Tibiri, Magnólia, Residencial 2000, Maracujá, Cinturão verde, Quebra-pote, Maracanã,São Joaquim, Anajatiua, Santa Helena, Collier, Rio Grande, Vila Itamar, Itapera, laranjeira, Nova Larajeira, Murtura, Pedrinhas e Ribeira.

“ Como sempre o Astro deu um show, porque de fato pensa em como ajudar nossas comunidades, a exemplo do que fez na Vila Samara, colocando os canos nas ruas e levando água pra centenas de pessoas, por isso estamos motivado para trabalhar em prol da zona rural. Acreditamos e apoiamos o vereador”, finalizou Jeanne Medeiros, liderança comunitária com atuação no Calembe.






18 janeiro 2019

COMUNISTA CONTRADITÓRIO:

O QUE FLÁVIO DINO DIZ, NÃO SE ESCREVE!

Cada vez que o governador Flávio Dino (PCdoB) se manifesta publicamente sobre a crise econômico-financeira que se abateu sobre o Maranhão, há uma nova versão, expectativa ou conceito.

A impressão que dá é de que o comunista não sabe e não possui propriedade, sobre aquilo que fala.

E o exemplo mais recente ocorreu na última quarta-feira, em entrevista ao vivo à Globo News. Na ocasião, ele afirmou acreditar que 2019 já representa um ano de recuperação da economia nacional. E disse que essa recuperação já está ocorrendo.

Então, isso é um fenômeno nacional [aumento da pobreza] e eu acredito que com a retomada da economia, o que já está ocorrendo há algum tempo, creio que irá continuar. Independentemente dos fatos próprios da política, acho que nós já temos uma trajetória de retomada da economia, crescimento do PIB e por conseguinte o aumento da arrecadação. Com isso, os governos que desejarem combater a desigualdade, o que é o nosso caso, terão condições melhores”, explicou.

Ocorre que a declaração é completamente diferente de outra, dada por ele mesmo, em dezembro do ano passado. Naquela ocasião, Dino chegou a apelar para uma ajuda divina, para manter as contas estaduais em dia em 2019.


Infelizmente as finanças públicas em quase todo o Brasil estão destruídas, por força da prolongada e profunda recessão. Peço a Deus que nos ajude para que em 2019 consigamos manter as nossas contas em condições razoáveis. Tem sido difícil, mas temos lutado muito”, disse e completou: “Estamos empenhados em cortar despesas, racionalizar procedimentos e em ajustar receitas, para que consigamos atravessar o ano de 2019, que se afigura difícil e conflituoso. Mas sempre temos muita fé. Deus proverá”.

Pelo jeito, Flávio Dino está completamente perdido no comando da máquina pública…

Estado Maior

17 janeiro 2019

A POUCA DIVULGAÇÃO DO PLANO DIRETOR FAZ COM QUE A POPULAÇÃO NÃO PARTICIPE ATIVAMENTE

O Plano Diretor de São Luis está sendo discutido desde o dia 15 de janeiro, com a abertura no auditório da Faculdade Pitágoras, e trás a proposta da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan),  de que a população pode participar juntamente com os representantes que irão compor ativamente uma comissão do poder público, constituída pelo Instituto da Cidade, Pesquisa, Planejamento Urbano e Rural (Incid); Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan); Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam); Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT); Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe); Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) e Instituto Municipal de Paisagem Urbana (Impur). 

O último Plano Diretor de São Luis é de 2006, e por isso a necessidade da formatação de um novo plano, pois, cabe à política urbana induzir o desenvolvimento inclusivo, sustentável e equilibrado, de modo a corrigir distorções históricas, e deve ir além de aspectos físicos e territoriais, sendo assim um instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana. O mesmo deve apresentar um conjunto de propostas para o futuro desenvolvimento socioeconômico, e futura organização espacial dos usos do solo urbano, das redes de infraestrutura e de elementos fundamentais da estrutura urbana para a cidade e município. 

As audiências deveriam ser uma oportunidade para que a população se pronunciasse sobre as propostas de revisão do Plano Diretor, porém, a população mal sabe que está acontecendo essas audiências, muito menos o que está sendo discutido nelas. Dados da frequência informam que houveram 240 pessoas participantes da primeira audiência, dentre as quais, 9 eram vereadores, na reunião que foi iniciada pelo comitê gestor (Conselho da Cidade).
Porém, o que se soube, é que das 240 pessoas, pelo menos 200, no mínimo, eram funcionários da Prefeitura, entre vereadores, funcionários da Câmara Municipal, assessores parlamentares e etc, ou seja, tinha em torno de 40 pessoas representando a população, as quais não eram vinculadas à prefeitura, câmara ou afins, e entre essas pessoas, incluíam-se jornalistas, blogueiros e pessoas que se interessaram pelo assunto. 

A população em si teve pouquíssima expressão, ou seja, na primeira audiência, o povo foi colocado de lado, e diga-se de passagem, as audiências tiveram propositalmente pouca divulgação, justamente para que não houvesse a participação do cidadão na formatação do Plano Diretor, e assim, as deliberações seriam tomadas "por debaixo dos panos", ou seja, entre eles, tendo como "pano de fundo" a participação da população. 

O deputado Wellington do curso, que estava presente, se mostrou indignado, pela forma como foi feito o mecanismo de apresentação das audiências, que foi de péssima qualidade, sendo tendenciosa, para que não houvesse a participação da população. Devido a todo esse conjunto de indignação e insatisfação, o deputado solicitou o cancelamento de todas as audiências do Plano Diretor.

O plano mais parece um grande empreendimento imobiliário, de forma que foi suprimido áreas de dunas, áreas de reservas ambientais, de aquíferos e de manguezais, do novo mapa que eles desenham como mapa de crescimento urbano de São Luis. Dessa forma, o plano foi muito questionado por inúmeras pessoas, principalmente porque está sendo feito ás escondidas, devido a pouca divulgação nas redes sociais, e na mídia como um todo (jornais, TV's, outdoors, etc). O que vimos foi uma simples chamada no site da Prefeitura, sendo que ficou por conta de blogueiros e de algumas entidades de classe as poucas divulgações que tiveram nas redes sociais, no afã de tentar evitar que algo de tamanha importância seja feito às escuras. A próxima audiência está marcada pra hoje, 17 de janeiro, no Auditório da Casa do Trabalhador (Avenida Jerônimo de Albuquerque, 3716 – Calhau), das 19h às 22h, que por sinal, é um local distante e que beneficia a elite. 

Esperaremos as cenas dos próximos capítulos...

Calendários das audiências:

  • Dia 15 de janeiro (terça-feira) – Auditório da Faculdade Pitágoras (Grupo Kroton) – ( Avenida S. Luís Rei de França, 32 – Turu), das 19h às 22h.
  • Dia 17 de janeiro (quinta-feira) – Auditório da Casa do trabalhador (Avenida Jerônimo de Albuquerque, 3716 – Calhau), das 19h às 22h.
  • Dia 19 de janeiro (sábado) – Auditório do Curso de Biologia – UEMA (Cidade Universitária Paulo VI – Tirirical), das 16h às 19h.
  • Dia 22 de janeiro (terça-feira) – Auditório Teresinha Jansen (Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana – Cohafuma), das 19h às 22h.
  • Dia 24 de janeiro (quinta-feira) – Auditório da Faculdade Estácio de São Luís (Rua Osvaldo Cruz, Grande, 1455 – Centro), das 19h às 22h.
  • Dia 26 de janeiro (sábado) – Associação dos Moradores do Povoado Andiroba (Rua Heitor Augusto Pereira , 25 – Andiroba), das 16h às 19h.
  • Dia 29 de janeiro (terça-feira) – Auditório Central da Universidade Federal do Maranhão – UFMA (Cidade Universitária Dom Delgado – Avenida dos Portugueses, 1966 – Campus do Bacanga), das 19h às 22h.
  • Dia 31 de janeiro (quinta-feira) – Auditório da Federação das Industria do Maranhão (Fiema) – Avenida Jerônimo de Albuquerque – Cohama, das 19h às 22h.
  • Dia 2 de fevereiro (sábado) – Associação de Moradores de Pedrinhas (Rua da Paz, 1 – Pedrinhas), das 16h às 19h.