31 agosto 2020

DR. YGLÉSIO RECEBE APOIO DO SINDICATO DOS MÉDICOS NO MARANHÃO

Dr. Yglésio recebe apoio do Sindicato dos Médicos do Maranhão
Os pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito de São Luís, Dr. Yglésio (PROS) e Dr. Mauro César (PROS), respectivamente, estiveram no Sindicato de Médicos do Estado do Maranhão (Sindmed-MA) onde receberam o apoio do presidente do sindicato, Dr. Adolfo Silva Paraíso. A visita aconteceu no final da última semana.

A visita ocorreu depois do nome de um segundo médico, o Dr. Mauro César, ser confirmado vice-prefeito na chapa do PROS. “Essa foi a primeira reunião que a gente teve, entre o Dr. Yglésio e o Dr. Mauro César, vieram avisar da sua pré-candidatura e podem contar com o apoio do Sindicato dos Médicos nesta empreitada”, disse Adolfo, presidente do Sindmed.

Com o anúncio da pré-candidatura a vice-prefeito do Dr. Mauro César (PROS), a chapa do PROS demonstrou uma preocupação especial com a saúde pública da capital maranhense, mas o debate também vai ter atenção das outras áreas.

“Será uma chapa com dois médicos, mas além da saúde preocupado também com a educação, com a cultura, com o turismo, com esporte, lazer, com a criança, preocupado com as famílias e as pessoas em geral.”, disse Mauro César (PROS), que é oftalmologista.

HU-UFMA faz balanço de seis meses da pandemia do novo Coronavírus



SÃO LUÍS - Por trás de tantos equipamentos de proteção individual, existem pessoas carregadas de sentimentos e de histórias que os impulsionam a enfrentar de perto a rotina de um hospital que tem pacientes com Covid-19. Heróis? Não! São homens e mulheres, que estão aprendendo a administrar o medo em prol de uma causa maior. No Hospital Universitário da UFMA, profissionais de diferentes categorias sentem na pele o peso de difíceis decisões, a alegria em poder contribuir com a cura de um paciente, a gratidão de ser um dos que já venceram a doença, o medo de ser o próximo a ser infectado.

Após seis meses da confirmação do primeiro caso de Covid-19 no Brasil, a equipe do HU-UFMA, mesmo em um momento delicado para o mundo, conseguiu demonstrar que com perseverança e determinação é possível obter bons resultados. Com a soma de esforços em diferentes áreas, até agora foram 1.262 casos notificados (pacientes e profissionais), 334 internações, 138 leitos disponibilizados exclusivamente para a Covid-19, sendo 40 para UTI´s e 98 para enfermarias, mais de 1.000 profissionais treinados, 2.220 teleatendimentos pelo chatbot da “Equipe Virtual de Saúde HU-UFMA/SEMUS”, 2.490 teleatendimentos pelo Sofiabot desenvolvido pela Unidade de Telessaúde que foi utilizado por 23 estados, além do Maranhão e 19 pesquisas em andamento. E não para por aí.

Os projetos de cuidado, segurança e humanização contemplaram ações para os colaboradores, como a adequação de um prédio da Universidade Federal do Maranhão para o alojamento dos profissionais da linha de frente ou até mesmo uma singela mensagem de carinho impressa nas refeições, foram responsáveis por uma injeção de coragem, força e alegria para todos que permaneciam na batalha, principalmente nos momentos mais críticos da pandemia. Os projetos de Saúde Mental também foram alicerce, quando em meio ao desespero e a angústia de não poder abraçar a quem se ama, de se manter longe de casa, de viver a incerteza dessa doença tão nova para todos, se fez necessário para dar um suporte psicológico a quem cuida, mas também precisa ser cuidado.

E cada um vai colecionando histórias e deixando marcas por onde atuam. São pacientes inspirando profissionais, são profissionais inspirando toda uma sociedade.

O cirurgião-geral, Artur Serra Neto, foi um dos primeiros profissionais com o diagnóstico confirmado para Covid-19 no HU-UFMA. Ele retornou as atividades depois dos 15 dias de isolamento domiciliar. Assim que voltou, logo na primeira semana, participou como cirurgião auxiliar de um parto realizado pela ginecologista e obstetra, Márcia da Silva Sousa. O que tornou o momento ainda mais especial, foi porque se tratava de uma paciente com Covid-19, internada no anexo C, local destinado para os leitos de UTI Covid, grávida de 33 semanas, 29 anos, que precisou ter seu parto antecipado, com uma cesariana às pressas. Foi a primeira paciente de UTI Covid que teve seu parto realizado no centro cirúrgico da Unidade Presidente Dutra.

Para ele, participar desse momento foi muito significativo. “A satisfação e a emoção foram muito grande, por ter saído bem e totalmente recuperado do isolamento e poder retornar ao trabalho e contribuir em uma cirurgia que concebeu a vida a um pequeno ser. A palavra que representa o que eu sinto é gratidão. Gratidão a Deus, a minha família e aos amigos, pela força que recebi durante esse período e pela oportunidade de ajudar com o meu trabalho outras pessoas que precisam. Não podemos nos abster de participar dessa missão tão importante”.

A superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, agradece de forma especial os profissionais que atuaram incansavelmente no combate ao Coronavírus nas mais diferentes vertentes. Desde os profissionais da área da saúde aos administrativos, têm sido uma luta vencida no coletivo “Nesse sentido, expresso meu mais profundo agradecimento a todos os membros das equipes de saúde, bem como aos colaboradores da área de ensino, administrativa e de apoio, que dão suporte para que a assistência possa acontecer. Diante do que estamos vivendo, nosso propósito de ‘Educar e cuidar para salvar vidas’ se fortalece diariamente e nos deixa um grande aprendizado, sobre a real dimensão e importância do nosso papel no mundo. ”

A gestão trabalhou arduamente desde a criação do Comitê de Operações de Emergência para o enfrentamento da Covid-19, que elaborou o Plano de Contingência, que possibilitou a organização dos fluxos, a garantia da oferta de equipamentos de proteção individual e de treinamentos, proporcionando o melhor conhecimento aos profissionais, embasado em experiências exitosas, já vivenciadas na prática por outras equipes. Outras estratégias importantes ajudaram de forma significativa, como a campanha para angariar recursos e insumos hospitalares, e o processo seletivo para contratação emergencial.

O reitor da UFMA, Natalino Salgado Filho, enfatiza o comprometimento da instituição no combate ao novo coronavírus, em especial do Hospital Universitário “A UFMA não mediu esforços para dar o suporte necessário para o enfrentamento desta pandemia. É nosso compromisso garantir segurança e nos manter engajados nessa batalha, atuando em várias frentes. É importante que nossos colaboradores saibam que eles não estão sozinhos. Vamos vencer juntos! ”

A pandemia ainda não acabou, a luta continua, o cuidado precisa seguir firme   “Olhando para trás e percebendo que da adversidade surgiram novas oportunidades, seguimos com a convicção de que nossa missão fará toda diferença e ao final deste ciclo, sairemos mais fortes” ressalta a superintendente.

Unidade de Comunicação Social do HU-UFMA

30 agosto 2020

Rubens Jr recepcionado calorosamente no bairro do São Francisco



Ao lado do decano e vice presidente do parlamento municipal de São Luís,  vereador Astro de Ogum e do deputado federal e coordenador geral da pré campanha, deputado federal Marcio Jerry *, o pré candidato a prefeito de São Luís, *Rubens Jr, ambos do PCdoB, foi recepcionado calorosamente no bairro do São Francisco. A reunião foi marcada pelo líder comunitário Vavá da Escolinha *, ligado ao vereador, que desenvolve um belo trabalho na área do esporte voltado para crianças e adolescentes carentes. No encontro, o pré candidato aproveitou para colocar em prática mais uma edição do *”Diálogos por São Luis”, e ouviu atentamente os anseios de melhoria apresentados pelos moradores.

28 agosto 2020

"ELE É UM EXEMPLO DE POLÍTICO E DE SER HUMANO PRA MIM" DISSE ANDREZINHO DO COHATRAC

O coordenador de juventude do vereador Astro de Ogum destacou a força e a garra do parlamentar, decano da Câmara de São Luís, por mesmo debilitado pelo procedimento que passou para manter sua saúde, se fazer presente na reunião no bairro do Cohatrac. 

Andrezinho recepcionou Astro, junto à sua família e contou um pouco da história de vida do vereador que é oriundo de família humilde e que venceu na vida, pela força do povo. "Ele é de família humilde, mas mesmo assim não deixou de lutar pela vida, e hoje se dedica inteiramente ao povo, e é porisso que ele só vem obtendo vitórias ao longo desses mais de 20 anos de vida pública". Destacou o produtor cultural.

25 agosto 2020

Rubens Jr dá demonstração de força em almoço com bancada do Legislativo de São Luís

Encontro contou com a presença do deputado federal Márcio Jerry, coordenador da pré campanha na capital


O deputado federal Rubens Jr, pré-candidato do PCdoB à Prefeitura de São Luís, reuniu  sua bancada na Câmara Municipal, durante um almoço em sua residência, para discutir assuntos relacionados à sucessão de 2020. 

O encontro durou aproximadamente três horas, e contou com a presença dos vereadores Marcelo Poeta, Paulo Victor, Fátima Araújo, Concita Pinto, Honorato Fernandes e Astro de Ogum, vice-prefeito do Legislativo.

A reunião com a bancada no parlamento municipal também contou com a presença do deputado federal Márcio Jerry, que será o coordenador da campanha na capital, foi uma demonstração de força do pré-candidato do PCdoB. 

Nos últimos dias, cumprindo todas as normas exigidas pelas autoridades de saúde, as reuniões organizada pela bancada comunista em diferentes bairros,?contou com a presença de mais de duas mil pessoas.

23 agosto 2020

POR UMA NOVA VERSÃO DA HISTÓRIA

  Cena além do teatro. Veja sua influência na literatura - Estudo ...

        O intelectual Domício Proença, membro da ABL, selecionou a narrativa da gripe espanhola, presente na obra Chão de Ferro, do escritor mineiro Pedro Nava, para refletir, no Simpósio A Pandemia e A Literatura, na ANM, sobre o que se repete nos dias pandêmicos do decorrer dos tempos, incluindo as questões da existência. E o fez talvez porque ‘um memorialista seja o mais exato de todos, ao descrever suas histórias, pois somos não apenas os instantes materiais onde a história se desenrola, mas a imaginação que traz os sonhos e as expectativas que jamais vieram à luz, mas pareciam ter ido de nós total e inteiramente’. 


        O acadêmico iniciou sua palestra, considerando ser a leitura de Chão de Ferro um profundo mergulho, enquanto descreve ‘a sensação de estar envolto em palavras que passam diante dos olhos como se fossem carpas multicoloridas que nos despertam uma vontade quase irresistível de tocar, suavemente, para sentir as cores que se refratam com a luz’. Compartilhou a afinidade com as impressões de Raquel de Queiroz sobre o livro de Nava: ‘mexe com a alma, com o coração, com a inteligência; mistura a materialidade do título com ternura e agudeza; metaforiza que do chão de pedra somos levados a águas profundas, tanto quanto Vinicius de Moraes poetiza em seu célebre poema’ que, “Para viver um grande amor, direito / Não basta apenas ser um bom sujeito / É preciso também ter muito peito / Peito de remador”. 

        Foi assim que me encontrei diante das palavras de Proença sobre Chão de Ferro de Pedro Nava, obra que relembra, de maneira multiforme, a vida de Nava, no Rio de Janeiro, e sua ‘folha da juventude’, no Colégio Pedro II: imaginando o que, desta realidade que vivemos, ficará guardado na memória do mundo. Porque, para Domício, o memorialista é historiador e ficcionista. Diferente de um escritor de biografias, na exatidão dos fatos, o memorialista é, no dizer do próprio Nava, ‘um tipo anfíbio que casa história e ficção’, tornando difícil e fascinante ao leitor saber ‘o quanto há, na obra, do mundo vivido e do mundo criado’. 

        Desse modo, Proença pensou a Covid-19, ao eleger o relato de Nava sobre o que ocorreu em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, como retorno das mesmas situações caóticas. E comparou: ‘no princípio, os moradores fizeram pouco caso, a despeito de a gripe espanhola grassar na Europa e na Ásia, assim como agora tem acontecido. Os infectados pareciam distantes. O navio La Plata era um celeiro ignorado e os contaminados começaram a disseminar o mal nas cidades’. 

        Considerou, ainda, ‘impressionantes as coincidências que irmanam a reação governamental e popular do contexto da gripe espanhola, em 1918, e a do coronavírus, em 2020: jogos suspensos, proibição de circulação, pânico, pouco conhecimento das consequências da praga; a agressão e a variabilidade da sintomatologia; o fantasma da fome; a inexistência de medicamento eficaz; as questões da economia e o desafio angustiante do conhecimento’. Remédios incertos. Todos se arvoravam farmacêuticos e médicos, no quesito de recomendação e prescrição’. 

        ‘Os profissionais de saúde se revelaram logo esgotados; as funerárias não davam conta de tanta demanda e os campos santos logo se mostraram lotados. Como em toda crise, também havia os que lucravam com a desgraça alheia. Milhares de infectados, morte em todo canto, famílias destroçadas’. E ainda o fake news. Jornais impressos alternando realidade e “ficção” e as autoridades a cogitarem repressão e censura. Era ‘o reinado da hipótese’, resume Proença, numa expressão que se encaixa perfeitamente à nossa realidade. 

        Eu percebi, naquela tarde, que a memória coletiva, presente na literatura, torna a leitura ainda mais pulsante, por tudo o que se revive. ‘Isso difere de saudosismo, que é o sentimento que tenta nos arrastar ao passado e nos enclausurar. É pura magia, como quem abre uma das portas de Alice ou de As Crônicas de Nárnia’, afirmou Domício Proença. 

        Fiquei pensando o quanto o perfil cíclico das pestes exige novas respostas às crises do mundo. Para isso, a ciência não é uma opção: é um dever para conter o eterno retorno das pestes e assegurar uma nova versão da história, sem as visíveis repetições, cujas lições a humanidade parece não aprender. 


Natalino Salgado Filho 

Reitor da UFMA, Titular da Academia Nacional de Medicina, de Letras do MA e da AMM

21 agosto 2020

PRESIDENTE BOLSONARO AFIRMA QUE AUXÍLIO EMERGENCIAL VAI ATÉ DEZEMBRO - VALOR A DEFINIR

“Foi bem-vindo, mas não será eterno” 

 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 6ª feira (21.ago.2020) que o auxílio emergencial para autônomos durante a pandemia de coronavírus será até dezembro. Ele, entretanto, declarou que o valor será menor que os iniciais R$ 600. Novo montante ainda não está definido.

“Infelizmente ele [auxílio emergencial] não pode ser definitivo, mas vamos continuar com ele mesmo que seja com valores diferentes até que a economia realmente possa pegar em nosso país…vai ser até dezembro, só não sei o valor. São 50 milhões por mês, então enquanto for possível nós manteremos, mas vocês comecem a ter consciência que não pode ser eterno”, afirmou.

Pesquisa PoderData mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro é aprovado por 55% dos brasileiros que receberam ou aguardam receber o auxílio emergencial. Houve alta de 5 pontos percentuais em relação à última pesquisa, realizada de 3 a 5 de agosto. A taxa segue superior à média geral (52%), ainda que dentro da margem de erro da pesquisa, de 2 pontos percentuais.

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 4ª feira (19.ago) que o pagamento do auxílio emergencial poderia ser prorrogado até o fim do ano. Deve ficar acima de R$ 200, que o presidente afirmou ser “pouco”.

O auxílio é pago pelo governo, por meio da Caixa Econômica Federal, para a população mais vulnerável aos efeitos da pandemia de covid-19 na economia. O governo estuda prorrogar o benefício, que tinha duração inicial de 3 meses e foi estendido por mais 2.

“R$ 600 é muito. Alguém falou da Economia em R$ 200. Eu acho que é pouco, mas dá para chegar num meio-termo e nós buscarmos que ele venha a ser prorrogado por mais alguns meses, talvez até o final do ano”, afirmou Bolsonaro.
AGRADECE AO CONGRESSO

Depois de, mais cedo, chamar os congressistas de “sócios no bom sentido” nos objetivos do governo. Nesta 5ª feira (20.ago), a Câmara manteve o veto presidencial à possibilidade de servidores públicos terem reajuste salarial até o fim de 2021. Na véspera, o Senado votou pela rejeição.

Caso o veto caísse, seria uma grande derrota para o governo, com potencial de trazer custo extra de R$ 120 bilhões, segundo os cálculos da equipe econômica.

Dessa vez, no interior do Rio Grande do Norte entregando diversas obras e serviços à população local, Bolsonaro afirmou que se o veto fosse derrubado ia “complicar” a economia do país.

“O Legislativo não é 1 corpo único. Ali tem várias correntes, mas entre essas várias correntes a maioria delas passou a marchar do nosso lado. Esses parlamentares que temos aqui e foram muitos valorosos na manutenção de 1 veto no dia de ontem que poderia, sim, complicar o Brasil na questão econômica. Então os meus agradecimentos a todos os parlamentares do Rio Grande do Norte com esse voto corajoso no dia de ontem.”

Fonte: Poder 360

AÇÕES VOLTADAS PARA JUVENTUDE


Ao lado do vereador Astro de Ogum(PCdoB), vice presidente da Câmara Municipal de São Luís, o deputado federal licenciado e pré-candidato a prefeito de São Luis- Rubens Jr, também do PCdoB, neste momento, participa de uma reunião, no espaço Crioulas, na rua da Estrela, centro da capital maranhense. O encontro, organizado pelo estudante Vinicius Jansem, tem como objetivo debater ações voltadas para à juventude Ludovicense, principalmente às políticas públicas que visam inserir essa significativa parcela da nossa cidade no mercado de trabalho.


20 agosto 2020

PLENÁRIA SOBRE PROPOSTAS E PROJETOS DE JAMYS GUALHARDO PARA SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

No momento que todos os setores da política se articulam a caminho das eleições municipais de 2020, os debates se iniciam, as proposições de solução para os problemas da comunidade vem à tona de forma mais intensa e múltipla. 


Nesta quarta-feira(19), componentes do grupo político em prol da candidatura de Jota Pinto à Prefeitura de São José de Ribamar, participaram de  mais uma plenária na qual expuseram proposições e projetos sobre o que poderão realizar pela cidade. Todas as propostas se constituem em ações efetivas, isentas de ideias mirabolantes. Isso porque tais propostas possuem como base, sobretudo, a voz dos vários segmentos populares formados por representantes das comunidades do próprio município.

“Eu particularmente venho me qualificando nos últimos 4 anos , não só no conhecimento técnico ( faculdade de Direito) além de servidor público há mais de 13 anos , mas trabalhando dentro das comunidades da nossa região( Parque Vitória), com uma maturidade bem melhor e com o principal , sempre ao lado da população”, afirmou o jovem Gualhardo aos presentes.

Encontrar soluções para quem pretende ser representante popular há muito tempo deixou de ser uma aventura baseada na sorte ou no populismo ingênuo. É preciso preparo. 

“Enquanto pré candidato à vereador, venho me preparando de dois modos. Primeiro, da forma mais raiz possível: a partir das bases comunitárias da qual me origino e de onde comecei atuar, independentemente de pensar em política partidária. No plano profissional, venho me qualificando nos últimos anos, através de uma formação universitária em um curso de Direito, formação esta que além de me ajudar no mundo das leis (Legislativo), concretiza a realização de um antigo sonho”.

Diante do exposto: Acompanhe as redes sociais da jovem promessa política de São José de Ribamar.

"PROJETO PAPI" DO DEPUTADO YGLÉSIO GARANTE R$ 200 POR FAMÍLIA DE CRIANÇA ENTRE 0 A 5 ANOS

 O deputado estadual Dr. Yglésio (PROS), que também é pré-candidato a prefeito de São Luís, lançou nesta quarta-feira (19), o Programa de Apoio à Primeira Infância, o PAPI. O programa visa garantir até R$ 200 por família de crianças que tenham crianças de 0 a 6 anos. Além da renda, o PAPI também tem atenção para saúde e educação para mães e crianças.

Yglésio lança projeto que garante R$ 200 por família de crianças ...

“Um projeto de minha autoria, voltado para cuidar da primeira infância, que compreende as crianças de 0 a 6 anos. Te convido a conhecer e participar com a gente!”, disse o Dr. Yglésio (PROS) em vídeo divulgado nas redes sociais.

O lançamento do PAPI aconteceu no último sábado (15), com a presença de mães de diversas regiões de São Luís, além de especialistas na temática da primeira infância e de atenção à mulher. 

Durante o evento, que seguiu todos os protocolos sanitários, o Dr. Yglésio explicou como será o programa que poderá contemplar “até duas crianças por família, de 0 a 6 anos, que estejam com frequência regular de, no mínimo, 85%, no caso das crianças de 4 a 6 anos, e que tenham acompanhamento nutricional.”, explicou. 

“Além disso, só poderão receber o auxílio financeiro individual, os beneficiários do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial. Beneficiários de outros programas, como o previdenciário, por exemplo, não terão acesso ao auxílio.”, complementou. O recurso repassado deve ser de até R$ 200 por família.

Poderão ser atendidas pelo programa famílias com renda média de meio salário mínimo (R$ 522,50), ou com renda familiar total de até dois salários mínimos (R$ 2.090,00), também estarão aptas a participarem do Programa de Apoio à Primeira Infância, o PAPI.

Yglésio começa a realizar o “Papi Comunidades” para aperfeiçoar o projeto ouvindo as famílias. “Agora temos que ouvir as pessoas que mais importam nessa discussão, que são os possíveis beneficiários. Levaremos este projeto a diversas comunidades de São Luís nas próximas semanas, para seguir ouvindo e aprimorando o projeto com moradores de todas as regiões da cidade!”, enfatizou. O primeiro “Papi Comunidades” deve acontecer neste próximo final de semana.

Um anteprojeto de lei já foi protocolado na Assembleia Legislativa do Maranhão para ser enviado à Prefeitura de São Luís.

18 agosto 2020

Rubens: "Quero implementar minha experiência no governo Flávio Dino em São Luís"

  

Em sabatina com os jornalistas Oswaldo Maia e Domingos Costa, na TV Maranhense, nesta terça-feira (18), o deputado federal licenciado e pré-candidato do PCdoB, à prefeitura de São Luís, Rubens Jr, afirmou que quer implantar toda sua experiência no governo do Maranhão para São Luís. "Recebi o convite do governador Flávio Dino para a secretaria das Cidades (Secid), onde imprimimos a nossa marca, próximo ao debate municipal e da pauta metropolitana. Não havia lugar melhor para estar e ter essa experiência no executivo”, disse. 

Rubens afirmou, ainda, que é advogado, com mestrado em Direito Constitucional, mas que a experiência como secretário trouxe muito mais ensinamentos. “Aprendi muito mais no período em que fui secretário do que nos anos que fiquei na frente dos livros. É muito importante estar na prática, e mostrar a nossa forma de ser gestor. Não somos de ficar dentro do gabinete, no ar condicionado. Estamos sempre perto do povo e dos movimentos sociais, fiscalizando e cobrando os melhores resultados. Este é o caminho para que agente possa replicar em São Luís”, complementou. 

Propostas para São Luís

Durante a conversa, o pré-candidato destacou os principais pontos das mais de 100 propostas que ele tem debatido com a população para a construção de seu Plano de Governo.

Para Rubens, aumentar investimentos no pós-pandemia será fundamental para salvar vidas, garantir saúde, mais empregos e melhorar a qualidade de vida da população. Ainda segundo o pré-candidato, o apoio e a inspiração do ex-presidente Lula e do governador Flávio Dino são fundamentais para construir formas de governar para quem mais precisa.

“Hoje, 30% das crianças cadastradas no Programa Bolsa Família têm como única alimentação a merenda escolar, temos um conjunto de propostas para garantir que haja um programa capaz de garantir a atenção com renda, sobretudo para acolher as crianças no período da primeira infância”, disse.

Rubens explicou que o grande desafio da futura gestão será a de fazer mais com menos e garantiu que a estruturação das propostas que vem construindo em diálogo com a população, encontrará meios e recursos para investir onde as pessoas mais precisam.

“Nosso compromisso é trabalhar para a recuperação da economia da nossa cidade, vamos estimular, por exemplo, os pequenos empreendimentos com um programa de empréstimos a juros zero para que as pessoas que tenham um pequeno negócio possam ter como investir e crescer com a prefeitura pagando os juros”, complementou Rubens. 

Rubens também chamou a atenção para a importância da união de todos em superar os graves efeitos da pandemia, na saúde e no desenvolvimento da cidade e propôs o estímulo a capacitação de mão-de-obra com apoio de setores da sociedade, a exemplo de grupos religiosos e sociais.

“Além do amplo investimento na capacitação com foco nas oportunidades de trabalho, vamos criar um banco municipal de empregos para aproximar as oportunidades de trabalho dos que precisam de uma colocação”, reforçou o pré-candidato do partido do governador.

Jogo é jogo. Treino é treino

Rubens também comentou o atual cenário eleitoral na capital maranhense. Sobre as pesquisas, fez um levantamento histórico das últimas eleições.

“Sou de um grupo político que não tem medo de pesquisas. Se fossemos olhar somente pesquisas, o governador Flávio Dino não seria eleito em 2014, a senadora Eliziane e o senador Weverton também não se elegeriam em 2018. Estamos apenas no treino, no aquecimento e tem gente que já se cansou. Estamos tranquilos e temos a convicção que no momento certo, a nossa candidatura terá folego porque ela é para valer e para vencer”, reforçou. 

Prioridades

Com a experiência de dois mandatos como deputado estadual, mais dois como federal e a experiência no executivo quando comandou a Secretaria de Estados da Cidade, Rubens está percorrendo a cidade e ouvindo a população para estabelecer as prioridades.

“Criamos o Movimento Diálogos por São Luís porque não somos gestores de gabinete, de ar condicionado. À frente da Secretaria de Cidades sempre acompanhei de perto obras e ações, ouvindo as pessoas. Faço da mesma forma agora conversando com todos. Já colhemos mais de 600 propostas e apresentamos 100 delas para o debate e é assim que com a vontade de Deus e do povo, tenho certeza que vamos governar, estando presente em todas as obras e ações”, finalizou.

GREVE DOS CORREIOS DO MARANHÃO APROVADA PELA CATEGORIA EM ASSEMBLEIA REMOTA

Proposta de paralisação foi aprovada em assembleia geral remota

Os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios do Maranhão, participaram, nesta segunda (17/08), de assembleia geral da categoria, que aconteceu em ambiente virtual, através da plataforma meet, para deliberar sobre a greve da categoria.

Diante dos ataques sofridos, os trabalhadores revoltados com a postura da empresa e do governo, deram seu grito de NÃO À RETIRADA DE DIREITOS.

Esse é um momento decisivo na luta dos trabalhadores pelos seus direitos, pela manutenção do ACT da categoria da forma que está, sem retiradas ou perdas de direitos já conquistados em outros momentos e deixando claro que os direitos dos trabalhadores são inegociáveis.

Esse é sem dúvida mais um momento decisivo para a categoria ECtista.

Ao colocar em regime de votação, foi aprovada por ampla maioria a greve geral da categoria.

OEstado

17 agosto 2020

NO DIA NACIONAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, O TRISTE DESCASO COM OS CASARÕES DE SÃO LUIS

São Luís, um lugar de beleza ímpar, carinhosamente apelidado de Ilha Magnética, Ilha do Amor, Ilha do Reggae. Cercada de lendas, paisagens, belas praias e um conjunto arquitetônico que atrai milhares de turistas todos os anos. Com o título de Patrimônio Cultural da Humanidade concedido pela UNESCO em 1997, muito teria a se comemorar neste 17 de agosto, constituído como Dia Nacional do Patrimônio Histórico, certo?

De fato, podemos comemorar o nosso vasto acervo de prédios construídos entre os séculos 18 e 19, com azulejos portugueses da época do Brasil colonial, que estão nas belas ruas do Centro Histórico São Luís, frutos de uma planta construída ainda no século 17 e inspirada no urbanismo espanhol. Porém, toda essa preciosidade arquitetônica, motivo de tanto orgulho dos ludovicenses, corre sérios devido ao descaso com o patrimônio histórico da cidade.

Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) são mais de 6 mil imóveis tombados como patrimônio histórico, mas um número considerável é frequentemente alvo de depredação e vandalismo, além de casarões que sofrem com o abandono e são degradados pela ação do descaso e do tempo. De acordo com um levantamento da Defesa Civil no início deste ano, cerca de 150 casarões no Centro Histórico corriam risco de desabar durante o período chuvoso, não colocando em risco apenas a história por trás das construções, mas também a vida de pessoas que estivessem próximas dos locais. Em 2019, eram 92 sob risco de desmoronamento.

Quando os prédios não estão em completo estado de abandono, rachaduras e infiltrações comprometem a estrutura dos imóveis.O maior desafio na preservação deste patrimônio, é encontrar os proprietários para cobrar a restauração das obras, uma vez que a maioria dos seus donos moram em outros estados ou países. Outro problema é o descaso do poder público, que precisa implementar mais projetos voltados para a restauração e preservação deste acervo tão importante.

Neste dia 17 de agosto, que abriga uma data tão importante para a histórica e turística ilha de São Luís, fica a reflexão sobre a importância de clamarmos por ações voltadas ao patrimônio histórico de nossa cidade. Esses prédios são parte de nossa história, e carregam um significado simbólico e cultural para a população ludovicense, merecendo uma maior atenção, para que sigam transmitindo, ainda por muitas gerações, algumas das melhores belezas que São Luís pode oferecer.

Por Aníbal Lins 

COVID-19: PODER JUDICIÁRIO DO MARANHÃO JÁ JULGOU 255 AÇÕES REFERENTES À PANDEMIA

A maioria das ações foi julgada em abril. Tribunal Pleno julgou oito processos relacionados ao novo coronavírus

Concurso TJ MA: candidatos aprovados são convocados. VEJA

O Poder Judiciário do Maranhão já julgou, até julho último, em primeiro e segundo grau, 255 ações referentes à pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Os dados foram levantados pela Divisão de Sistemas de Informação e Diretoria Judiciaria do Tribunal de Justiça, a pedido do ATUAL7, pela LAI (Lei de Acesso à Informação).

A maioria das ações, o total de 104, foi julgada em abril. Mês passado foram apenas 12. O TJ-MA diz que não é possível identificar quais audiências foram por meio presencial, videoconferência ou virtual.

Dos 255 processos, oito foram julgados pelo Tribunal Pleno. Ainda em segundo grau, a 2ª Câmara Criminal foi a que mais processos julgou, 54. Foram 14 a mais do que a 3ª Câmara Criminal.

No 1º grau, a maioria das ações, o total de 30, foi julgada pela 1º Vara Criminal de São José de Ribamar. Em relação à comarcas, entre março e julho, a de São Luís foi a que mais julgou ações relacionadas à Covid-19, o total de 163.

Atual7

11 agosto 2020

CRESCIMENTO GRADATIVO


O crescimento gradativo da pré-campanha do deputado federal licenciado rumo à Prefeitura de São Luis - Rubens Jr (PCdoB) tem tirado o sono dos adversários e seus aliados. O que eles não se deram conta que esse crescimento advém justamente de como Rubens gasta o tempo dele: fazendo ações propositivas, dialogando com a classe política e a comunidade. 

O pré candidato, que muito cedo aprendeu a lição de que o opositor de hoje poderá ser o aliado de amanhã, não tem o hábito de se incomodar com quem quer que seja. Razão pela qual enquanto o desespero de uns e outros fica visível, impedindo-os de avançar pela ausência de trabalho somatizado ao ódio e a inveja, dia após dia, a onda do tocomRubens e Tamojuntos só cresce. Acompanhe!



07 agosto 2020

Parada não programada no porto de Beirute levou ao desastre

 Bombeiros combatem chamas após explosão em Beirute

O produto químico que provocou a maior explosão em tempos de paz em Beirute chegou à cidade há sete anos, a bordo de um navio de carga de propriedade de um empresário russo que, segundo seu capitão, nunca deveria ter parado na capital libanesa.

"Eles estavam sendo gananciosos", afirmou Boris Prokoshev, que era o capitão do navio Rhosus em 2013, quando, segundo ele, o proprietário da embarcação lhe disse para fazer uma parada não programada no Líbano para pegar carga extra.

Prokoshev contou que o navio transportava 2,75 mil toneladas do produto químico, altamente inflamável, nitrato de amônia da Geórgia para Moçambique, quando veio a ordem para desviar até Beirute no caminho pelo Mediterrâneo.

Foi solicitado à tripulação que embarcasse um equipamento rodoviário pesado e o levasse ao porto de Aqaba, na Jordânia, antes de retomar sua jornada para a África, onde o nitrato de amônia deveria ser entregue a um fabricante de explosivos.

Mas o navio nunca deixaria Beirute. Não houve sucesso em carregar com segurança a carga adicional, e depois se desenrolaria uma longa disputa legal sobre taxas portuárias.

"Era impossível", disse Prokoshev, de 70 anos, à Reuters sobre a operação para tentar carregar a carga extra. "Poderia ter arruinado todo o navio e eu disse que não", afirmou ele por telefone, de sua casa na cidade russa de Sochi, na costa do Mar Negro.

O capitão e os advogados de alguns credores acusaram o proprietário do navio de abandonar a embarcação e conseguiram que ele fosse detido. Meses depois, por razões de segurança, o nitrato de amônia foi descarregado do navio e colocado em um depósito portuário.

Na última terça-feira (4), o estoque pegou fogo e explodiu não muito longe de uma área residencial de Beirute. A enorme explosão matou pelo menos 145 pessoas, feriu 5 mil, arrasou prédios e deixou mais de 250 mil pessoas desabrigadas.

Naufrágio

O navio, que apresentava vazamentos, poderia ter deixado Beirute se tivesse conseguido carregar a carga adicional.

O capitão e três tripulantes passaram 11 meses na embarcação enquanto a disputa judicial se arrastava, sem salários e com suprimentos limitados de comida. Depois que eles saíram, o nitrato de amônia foi descarregado.

"A carga era altamente explosiva. É por isso que foi mantida a bordo quando estávamos lá. O nitrato de amônia tinha uma concentração muito alta", disse Prokoshev.

Ele identificou o proprietário do navio como o empresário russo Igor Grechushkin. Tentativas de contato com Grechushkin não tiveram resultado.

A polícia do Chipre interrogou Grechushkin em sua casa no país, nessa quinta-feira (6). Um porta-voz da polícia cipriota informou que um indivíduo, de quem não citou o nome, foi interrogado a pedido da Interpol em relação à carga de Beirute.

As primeiras investigações libanesas sobre o que ocorreu indicaram negligência no manuseio do produto químico potencialmente perigoso.

O governo do Líbano concordou, na quarta-feira, em colocar todos os funcionários portuários de Beirute, que supervisionam armazenamento e segurança desde 2014, em prisão domiciliar.

O chefe do porto de Beirute e o chefe da alfândega disseram que várias cartas foram enviadas ao Judiciári, pedindo que o material fosse removido, mas nenhuma ação foi tomada.

A Reuters não pôde entrar em contato imediatamente com o ministro da Justiça do Líbano para comentar. O Ministério da Justiça está fechado por três dias de luto nacional.

O navio Rhosus naufragou no local onde estava ancorado no porto de Beirute, de acordo com e-mail de maio de 2018, de um advogado para Prokoshev, dizendo que a embarcação havia submergido "recentemente".

OMS: recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom

A recuperação econômica em todo o mundo pode vir mais rápido se uma vacina contra a covid-19 for disponibilizada a todos como um bem público, afirmou o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, nessa quinta-feira (6).

"O compartilhamento de vacinas ou o compartilhamento de outras ferramentas efetivamente ajuda o mundo a se recuperar junto. A recuperação econômica pode ser mais rápida e os danos da covid-19 podem ser menores", disse Tedros, que participou de um painel de discussão online com membros do Fórum Aspen Security, dos Estados Unidos, moderado pela rede NBC.

"O nacionalismo com vacinas não é bom, não vai nos ajudar", acrescentou Tedros, em alusão à disputa competitiva entre diversas nações e seus laboratórios para criar uma vacina eficaz e pedir o máximo de doses possível com antecedência.

Na segunda-feira (3), Tedros disse que o coronavírus é a maior emergência de saúde desde o início do século 20, e que a corrida internacional por uma vacina também é "sem precedentes".

"Precisamos aproveitar este momento para nos juntarmos em unidade nacional e solidariedade global para controlar a covid-19", afirmou ele no fórum. "Nenhum país estará seguro até todos estarmos seguros."

O diretor de Emergências da OMS, Michael Ryan, questionado sobre a proposta da vacina russa, disse ao painel que são necessários dados de estudo para garantir que os produtos sejam seguros e eficazes.

Ryan disse também que as autoridades devem ser capazes de demonstrar a eficácia de uma vacina contra o novo coronavírus por meio de ensaios clínicos tradicionais, em vez de estudos de "desafio humano". Ele se referiu à exposição intencional de voluntários para verificar se o produto funciona.

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse ontem que é possível que o país tenha uma vacina contra o novo coronavírus antes das eleições de 3 de novembro - uma previsão mais otimista do que o tempo apresentado pelos próprios especialistas em saúde da Casa Branca.

Trump acusou a OMS de se tornar um fantoche da China - onde o surto do novo coronavírus surgiu pela primeira vez no ano passado, e avisou que os Estados Unidos sairão da agência dentro de um ano.

Os EUA são o maior doador geral da OMS e contribuíram com mais de US$ 800 milhões até o fim de 2019 para o biênio 2018-19.

Tedros Adhanom, que negou que a OMS responda à China ou a qualquer outro país, disse ao painel que o principal dano da iniciativa do governo Trump, de sair da agência, não será a perda de financiamento.

"O problema não é o dinheiro, não é o financiamento, é realmente o relacionamento com os EUA. Isso é mais importante para a OMS - o vácuo, não o financeiro. E esperamos que os EUA reconsiderem sua posição", declarou.

Agência Brasil

849 apenados liberados para saída temporária do Dia dos Pais

Aquiles Emir: Estudo sobre a Penitenciária de Pedrinhas mostra que ... 

A 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca da Ilha de São Luís (1ª VEP) divulgou, nessa quarta-feira, a lista com os nomes dos 849 apenados com direito à saída temporária do Dia dos Pais. Os beneficiados foram autorizados a sair às 9h, de quarta-feira (5), devendo retornar às unidades prisionais até as 18h da próxima terça-feira (11).


Sobre a saída temporária, a VEP cientificou a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária para providências. O juiz Márcio Castro Brandão também determinou que os dirigentes dos estabelecimentos prisionais comuniquem à Vara de Execuções Penais até as 12h do dia 14 de agosto o retorno dos internos e/ou eventuais alterações.

Os apenados foram autorizados a sair das unidades prisionais para a visita aos seus familiares para o Dia dos Pais porque preencherem os requisitos dos artigos 122 e 123 da Lei de Execução Penal. Os beneficiados devem cumprir várias restrições como não frequentar festas, bares e similares, entre outras determinações.

Acesse a lista normal e a lista suplementar

06 agosto 2020

Rubens debate problema dos bairros, categorias e projetos sociais


O deputado federal licenciado e pré candidato a prefeito de São Luís -Rubens Jr(PCdoB) tem cumprindo uma extensa agenda de atividades nos quatro cantos da Grande São Luís. Na quarta feira(05), Rubens esteve reunido com o pré candidato a vereador Rommeo Amim, ao lado de Nastier Franco e a professora Concita. 

Em seguida o bate papo foi com Ronaldo Santos Baldez e Wagner Silva  bem como com lideranças da região Itaqui Bacanga, a fim de debater melhorias para o eixo, um dos mais populosos de São Luís. 

Por intermédio do correligionário Marinho da Aurora, a situação sobre os projetos da Usina de Reciclagem de Resíduo Sólidos e projeto social Taxi Solidario foram levados ao conhecimento do pré candidato. Julio César * e *Conceicao Belfortt estiveram apresentando o projeto da usina, enquanto o taxista Junior Costa esmiuçou o que seria o projeto voltado aos profissionais do volante.

Para Rubens, esses encontros o aproximavam não apenas do cidadão, mas, também, de alguns seguimentos e categorias que merecem uma atenção diferenciada, por conta do trabalho social que desenvolvem. “Tenho aprendido muito no corpo a corpo. Ouvir à comunidade é primordial para a realização de uma gestão exitosa, pois é através do diálogo, seja nos bairros, na nossa plataforma virtual ou, ainda, em reuniões com representantes de entidades e categorias que poderemos sentir o que a população realmente necessita”, afirmou.

05 agosto 2020

Fábio Gentil e Paulo Marinho Jr mantém alinhamento político

Tag: Prefeito Fábio Gentil - Blog do Minard

Faltando pouco mais de um mês para o início das convenções partidárias o clima em Caxias parece ser de tranquilidade. Pela primeira vez na história política da Princesa do Sertão não se vê um cenário para uma eleição acirrada.

O atual prefeito Fábio Gentil vem liderando as pesquisas de intenções de votos com ampla vantagem sobre seus adversários políticos mostrando que em Caxias a atual gestão é bem avaliada pela população.

Nem mesmo quando a oposição tenta jogar o vice-prefeito Paulo Marinho Jr contra o prefeito Fábio Gentil, ambos pré-candidatos, isso não surte efeito desejado. O alinhamento político dos dois e a parceria mantida para 2020 parece inabalável.

Procurado pelo Blog do Ludwig, Fábio Gentil disse que sua pré-campanha  será limpa e se pautará em mostrar   os benefícios que os caxienses ganharam em quase 4 anos de mandato.

“A nossa gestão tem sido participativa, buscando ouvir os caxienses e recebendo com bons olhos as críticas construtivas que nos ajudam a corrigir onde é preciso”, disse o prefeito Fábio Gentil.

O blog questionou ao prefeito e pré-candidato Fábio Gentil a respeito das inúmeras tentivas da oposição em tentar criar algum desentendimento dele com o vice-prefeito Paulo Marinho Jr. “Paulinho hoje é nosso deputado federal e mais que um amigo, Paulinho e eu temos uma relação de irmãos. Podem tentar o que quiserem para nos asfatar, mas não conseguirão desconstruir essa relação que a cada dia se consolida. Os números que retratam nas pesquisas colocando nosso grupo como uma liderança política aqui na região é um somatório de forças compostas pelas famílias Marinho e Gentil”, afirmou.

Já foram divulgadas pelos menos cinco pesquisas nos últimos meses pelos mais variados grupos políticos e todas mostrando que o prefeito Fábio Gentil se mantém na liderança das intenções de votos dos caxienses.

Fonte: Blog do Ludwig

Câmara dos Deputados registrou 86 casos de covid-19

Para Rodrigo Maia, sociedade rechaça qualquer ameaça à democracia ...

A Câmara dos Deputados registrou, desde o início da pandemia do novo coronavírus, 86 casos de infecção por covid-19 entre servidores efetivos, ocupantes de cargos de natureza especial (CNEs) e secretários parlamentares. A informação foi prestada ao Correio pela Assessoria de Imprensa da Casa.

Por meio de nota, o órgão informa que, desde o início da pandemia, vem adotando um protocolo de conduta que estabelece uma série de medidas preventivas trazer segurança aos necessitem ir às dependências da Casa para a execução de atividades parlamentares e administrativas. Entre elas está o Sistema de Deliberação Remota, para os parlamentares.

 Em razão da pandemia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), determinou a suspensão do funcionamento de todas as comissões. Nessa situação, a discussão e votação de pautas importantes devem demorar a ser retomadas, como, por exemplo, as investigações da CMPI das Fake News e a PEC que prevê a prisão após condenação em segunda instância.

 O relator da PEC, deputado Fábio Trad (PSD-MS), disse ao Correio que seu parecer está pronto para votação. "O relatório está pronto, mas eu aguardo a reinstalação da comissão especial, porque com a pandemia houve a suspensão das atividades de todas as comissões", disse o deputado.

 Ele revelou que, em razão da importância do tema,  o presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), está tentando com Rodrigo Maia uma exceção para que só esse colegiado seja reinstalado durante a pandemia. "Então eu vou aguardar o resultado dessa conversa para definir o dia da discussão e votação do meu relatório", afirmou Trad.

 A assessoria da Câmara informou que as medidas adotadas têm conseguido manter baixo o risco de contágio por covid-19 na Casa.

 "A adoção do teletrabalho, para a maior parte dos servidores,  e do Sistema de Deliberação Remota, para os parlamentares, têm permitido manter o risco de contágio sob controle, com números baixos em comparação ao total de pessoas que circulariam na Casa se estivesse aberta em condições normais — mais de 20 mil pessoas por dia, entre parlamentares, servidores, terceirizados, visitantes e população flutuante em geral", diz o comunicado da assessoria.