08 junho 2024

Duarte destina emendas para realização da 1ª Feira do Livro Usado de São Luís

A 1ª Feira do Livro Usado de São Luís terá início neste domingo, no Ceprama, e promete incentivar a leitura e a circulação de livros na capital maranhense. A iniciativa foi viabilizada graças aos recursos de emendas parlamentares destinadas pelo deputado Duarte Júnior (PSB). 

A feira, batizada como "Feira do Livro dos Sebistas", será realizada com o objetivo de promover a venda e a troca de livros usados, proporcionando acesso à literatura de qualidade a preços acessíveis. Além disso, um dos principais atrativos do evento será a distribuição de vale-livros, uma iniciativa que visa facilitar ainda mais o acesso dos visitantes aos livros disponíveis na feira.

"Graças aos recursos federais das minhas emendas parlamentares, amanhã começa a 1ª Feira do Livro dos SEBISTAS. E o melhor, VAI TER VALE-LIVROS", anunciou Duarte. 

A feira será uma excelente oportunidade para que leitores de todas as idades possam adquirir obras literárias a preços reduzidos, além de promover a economia circular e sustentável, incentivando a reutilização de livros que poderiam estar esquecidos nas prateleiras.

Os vale-livros serão distribuídos no local e poderão ser trocados por livros nos estandes dos vendedores participantes. Essa iniciativa do deputado Duarte visa democratizar o acesso à leitura, especialmente entre os jovens e as camadas mais carentes da população.

O evento contará com a participação de diversos sebistas locais, que estarão oferecendo uma ampla variedade de títulos, desde clássicos da literatura até livros didáticos e obras contemporâneas. 

A 1ª Feira do Livro Usado de São Luís será realizada no Ceprama, no centro da cidade, e funcionará das 9h às 19h de 09 a 13 de junho. A expectativa é de que o evento atraia milhares de visitantes, fomentando a cultura e a leitura na cidade.

07 junho 2024

Festival Guarnicê de Cinema: Maranhão concorre com 45 obras em diversas categorias

O Festival Guarnicê de Cinema, em sua 47ª edição, revelou a lista das produções audiovisuais que concorrerão nas categorias de premiação deste ano. Dentre os selecionados, o estado do Maranhão se destaca com 45 trabalhos, distribuídos entre videoclipes, longas-metragens e curtas-metragens.

Das produções maranhenses, 25 são videoclipes, 8 são longas-metragens e 12 são curtas-metragens. Ao todo, o festival exibirá 69 produções, nacionais e maranhenses, que passaram pela rigorosa seleção para competir e serem exibidas ao público.

As exibições ocorrerão de 07 a 14 de junho, em um formato híbrido. Haverá mostras presenciais em São Luís, além de uma programação online acessível para todo o Brasil. A programação completa, com os locais e horários de exibição, será disponibilizada no site oficial do evento guarnice.ufma.br.

Produções Maranhenses Selecionadas

Longas-Metragens

Documentários:
  • Rei Zulu - Direção de Markim Araújo
  • Maranhão 149 - Direção de Sheury Manu Neves
  • José - Direção de Beto Matuck e Celso Borges
  • Ma'e Ikwaw Paw: Além das Margens - Direção de Heraldo Leão Guajajara e Dhiogo Rezende Gomes
  • Ginga Reggae na Jamaica Brasileira - Direção de Naýra Albuquerque
  • A Curva dos 90 - Direção de Felix Alberto
Ficção:
  • Muleque Té Doido 4 - Morreu Maria Preá! - Direção de Erlanes Duarte
  • Tire 5 Cartas - Direção de Diego Freitas

Curtas-Metragens

Documentários:
  • Troncos – Direção de Marcelo Cruz
  • Entre a Fé e a Tradição: Tenda de Senhor Ogum - Direção de Cláudia Marreiros
  • Putas Mulheres – Direção de Dário Gilson
  • João de Una tem um Boi - Direção de Pablo Monteiro e LAB+SLZ/ LabMais SESC MA
  • Maria Parteira - Direção de Marla Silveira
Ficção:
  • Antes de Partir - Direção de Sheury Manu Neves
  • Clair de Lune - Direção de Laísa Couto
  • É só Contar - Direção de Werbeth Pereira, Victor Cravin, Joelma Baldez, Cledilson Rocha, Hemylly Mendes
  • Gonçalves Dias por Gonçalves Dias - Direção de Joaquim Haickel e Beto Nicácio (Ficção/Animação)
  • Mar.Ina - Direção de Samyre Protázio, Renata Costa, Profana Vieira, Marcelo Almeida, David Silva, Valdenira Baima, Allan Pereira, Jeyci Elizabeth Sousa
Drama:
  • XXXX – Direção de Taíssa Monteiro
Experimental:
  • Mariô - Direção de Brena Maria e Cadu Marques

Videoclipes:

  • Bora Chamegar - Tribo de Jah
  • Flor de Angelim - Banda Parabelo
  • Como se Fosse um Bolero - Aziz Júnior
  • Agora Têm - Yann Kaminski
  • Quanto Tempo - Yann Kaminski
  • Não Vou Ficar Louca - Becky Barros
  • Chorando se Foi - Catharina Bravin
  • A Flor do Beco da Mina - Jesiel Bives
  • Rio Cajari, Imperador da Baixada - Jesiel Bives
  • Saudade do Tempero - Rui Mario e Daniel Cavalcante
  • A Pureza - Rui Mario
  • Baculejo - O Shoock
  • Pretação - Ancestrais - Unidade Punho Forte
  • SE7E VELAS - Prod. Wuk - AfroPrata
  • VOGUEBIKE - Getulio Abelha
  • VENENO - Frimes
  • F3 INTERLUDE - Frimes
  • Madame do Réu - Jaísa Caldas
  • Meu Tesouro, Meu Torrão - Wesley Souza e Thaynara Oliveira
  • Feat Violento - Mano Magrão e Gustavo Mic
  • Em Cima da Hora - Choro Pungado/ Roberto Chinês
  • Enquanto Você Louva - Leandro Dias e Ronaldo Melonio
  • Agora é fácil - Jota SF
  • Vertigem ao Mar - Jadsuel Monteiro
  • Late Enough - Luiza Dam

A diversidade das produções maranhenses reflete a rica cultura e a criatividade do estado, oferecendo ao público uma ampla gama de narrativas e estilos. O Festival Guarnicê de Cinema continua a ser um palco essencial para a valorização do cinema nacional, especialmente das produções locais que ganham destaque e reconhecimento.

Parlamentar anti-impostos, Allan Garcês, questionado por reembolso de corrida de uber

O deputado federal Allan Garcês (PP-MA), conhecido por seu posicionamento firme contra a taxação de importações de pequeno valor, gerou polêmica ao solicitar o reembolso de uma corrida de Uber no valor de R$ 31,92. O pedido de reembolso chamou a atenção, considerando o alto salário e os gastos já custeados ao erário público pelo parlamentar.

Allan Garcês, que recentemente se destacou nas redes sociais por sua campanha contra o aumento de impostos, enfrenta críticas por seus próprios gastos como deputado. Em 2024, Garcês já recebeu um salário total de R$ 217.684,30. Além disso, suas despesas cobertas pela Cota Parlamentar da Atividade Parlamentar somaram R$ 137.410,95 de fevereiro a maio deste ano.

Entre os gastos cobertos pela cota parlamentar, a solicitação de reembolso de uma corrida de Uber de apenas R$ 31,92 destacou-se, gerando questionamentos sobre a necessidade de reembolsos tão baixos, especialmente para um parlamentar que já dispõe de recursos consideráveis.

Além de sua postura polêmica sobre impostos e despesas, Allan Garcês tem sido visto frequentemente em companhia de Fernando Carvalho, reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e também conhecido por suas posições bolsonaristas. Juntos, eles têm participado de várias ações coletivas e eventos, reforçando sua aliança política e ideológica.

A atitude de Garcês levantou um debate sobre a moralidade e a necessidade de certos reembolsos parlamentares. Críticos argumentam que um deputado com acesso a um salário substancial e diversas facilidades deveria ser mais criterioso em suas solicitações de reembolso, evitando despesas insignificantes que, somadas, representam um custo adicional ao erário público.

O deputado ainda não se pronunciou oficialmente sobre as críticas relacionadas ao reembolso do Uber. No entanto, a expectativa é de que ele justifique a necessidade de todos os gastos cobertos pela cota parlamentar, promovendo maior transparência em suas ações como representante do povo.

A situação de Allan Garcês exemplifica a complexidade e as contradições muitas vezes presentes na atuação política, onde o discurso contra os impostos pode contrastar com a prática de solicitar reembolsos até mesmo para pequenas despesas pessoais.

06 junho 2024

FAMEM: Nova direção, mesmas críticas e desafios

Na última terça-feira (4), a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) passou por uma troca de presidente que gerou controvérsias quanto aos reais impactos dessa mudança. Ivo Rezende, prefeito de São Mateus, transmitiu o cargo da presidência para Bigu de Oliveira, atual prefeito de Santo Antônio dos Lopes. No entanto, a substituição de liderança não parece trazer consigo expectativas de melhora significativa para a instituição.

Muitos questionam se essa "renovação" trará alguma diferença substancial para a FAMEM, que enfrentou críticas severas durante a gestão de Ivo Rezende. A instituição foi vista, por muitos, como um prêmio de consolação para o suplente de deputado estadual, Miltinho Aragão, que, apesar de não estar mais na presidência, mantém uma influência considerável sobre a direção da FAMEM.

Após a mudança, há um sentimento generalizado de que o verdadeiro mandatário da instituição continua sendo Miltinho Aragão, e não o presidente nominal. Isso levanta dúvidas sobre a capacidade da FAMEM de implementar mudanças efetivas e conduzir ações que beneficiem os municípios membros.

A situação atual da FAMEM tem sido comparada ao ditado popular: "Sai um fantoche, entra um poste". Parece que a mudança na presidência é apenas simbólica, sem perspectivas de alterações substanciais na direção da instituição. A questão que permanece é até quando os municípios membros continuarão a suportar esse ciclo de mudanças superficiais, enquanto as questões fundamentais para o desenvolvimento municipal permanecem negligenciadas.

Durante a gestão de Ivo Rezende, a FAMEM foi criticada por suas ações consideradas desastrosas e por não abordar adequadamente as necessidades reais dos municípios maranhenses. A expectativa agora é que Bigu de Oliveira consiga reverter essa imagem e promova mudanças que realmente beneficiem as cidades do estado.

A nova diretoria terá o desafio de recuperar a confiança dos prefeitos e mostrar resultados concretos em termos de representação e apoio aos municípios. Enquanto isso, a comunidade política e os cidadãos seguem atentos às próximas movimentações da FAMEM e aos rumos que a instituição tomará sob a nova liderança.

05 junho 2024

Justiça Determina: Escola Militar do Parque Vitória deve manter caráter militar

Após uma reviravolta no caso da Escola Militar Tiradentes VI, localizada no Parque Vitória, a Justiça determinou que o prefeito Dr. Julinho continue com o caráter militar na unidade. A decisão ocorreu após o prefeito decidir, por sua própria vontade, encerrar a parceria com a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), o que gerou controvérsias e críticas.

O governador Carlos Brandão, como parte interessada no termo de cooperação, designou o procurador do estado para ingressar com uma ação judicial visando proteger o projeto educacional que beneficia diversas famílias da região. A decisão foi acatada pela Vara de Direitos Difusos e Coletivos, sob a alegação de que a continuidade da parceria contribui significativamente para a qualidade do ensino, refletida nos índices de aprovação do IDEB.

O juiz Francisco Soares Reis Junior destacou a importância da decisão para o desenvolvimento educacional das crianças da região, que estavam sofrendo psicologicamente com a incerteza causada pela decisão inicial do prefeito. Com isso, o prefeito está agora obrigado a manter a parceria com a PMMA na administração da escola.

A medida judicial foi recebida com alívio por pais, alunos e membros da comunidade escolar, que se manifestaram favoráveis à continuidade do modelo educacional que combina educação de qualidade com valores militares.

Dr. Julinho, por sua vez, ainda não se pronunciou publicamente sobre a decisão judicial, mas terá que se adequar à determinação da Justiça. A expectativa é que a escola possa retomar suas atividades normalmente, garantindo aos alunos um ambiente de aprendizado seguro e de qualidade.

Veja a decisão abaixo: